USP e UNESP exigem vacinação de alunos e professores para aulas presenciais

O retorno das aulas presenciais das duas universidades está prestes a acontecer. Diante disso, as reitorias estão exigindo a sequência vacinal contra a Covid-19 concluída dos estudantes e professores.

USP e UNESP exigem vacinação de alunos e professores para aulas presenciais
USP e UNESP exigem vacinação de alunos e professores para aulas presenciais (Imagem: Ferreira; J.C./USP)

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) também decidiu seguir as orientações da Universidade de São Paulo (USP) e exigir do corpo docente e discente a vacinação completa contra a Covid-19.

Diante disso, a data de retorno das aulas presenciais ainda não foi definida. Como a Unesp tem 34 unidades distribuídas em 24 cidades paulistas, cada campi terá uma data específica de retorno.

Sendo assim, as aulas presenciais irão depender da situação da vacinação e da pandemia em casa município. As unidades universitárias localizadas em Botucatu realizaram um estudo de vacinação em massa da população com o imunizante Oxford/AstraZeneca.

Por esse motivo, as aulas da cidade poderão retornar no dia 13 de setembro. A administração central da Unesp ainda está estudando os protocolos sanitários a serem adotados. As demais unidades ainda irão ter a data de retorno definida.

A USP retomará as aulas presenciais dos cursos de graduação a partir de 4 de outubro. Porém, apenas os estudantes que tomaram as duas doses da vacina contra Covid-19 há pelo menos 14 dias poderão frequentar.

Além disso, os professores e demais servidores que já completaram a sequência vacinal irão retornar ao trabalho presencial no dia 23 de agosto. Porém, esses, assim como os estudantes, devem ter recebido a última dose há 14 dias.

Segundo a assessoria de imprensa da USP, cada unidade acadêmica irá definir a melhor forma de solicitar a comprovação da vacinação. Porém, a solicitação do comprovante só irá acontecer mais próxima à data do retorno das aulas presencias.

De acordo com a USP, as aulas práticas (laboratoriais, de campo ou de exercícios) e demais atividades das áreas de pesquisa deverão ser priorizadas. O segundo semestre letivo de 2021 terá início nesta segunda-feira (16).

A Universidade irá ofertar módulos de aulas teóricas no formato remoto. A partir do dia 4 de outubro, as aulas teóricas poderão ser oferecidas no formato remoto ou híbrido (metade da turma na aula presencial e a outra no EaD) . Porém, cada unidade irá definir os seus critérios.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

USP e UNESP exigem vacinação de alunos e professores para aulas presenciais

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA