Volta às aulas presenciais em São Paulo começa com testes da COVID-19 e mais

A volta às aulas no Estado de São Paulo foi marcada por uma série de restrições em combate à Covid-19. Tanto nas escolas da rede de ensino público quanto privada, foi preciso se readequar para receber os alunos. 

Volta às aulas presenciais em São Paulo começa com testes contra COVID e mais
Volta às aulas presenciais em São Paulo começa com testes contra COVID e mais. (Imagem: NSC Total)

Embora a volta às aulas tenha sido liberada com 100% da capacidade de alunos, tanto os profissionais da educação quanto os estudantes precisam respeitar os protocolos de segurança mediante o distanciamento. Sobretudo, entre as carteiras, que devem estar posicionadas a um metro entre uma e outra. 

Determinadas instituições de ensino decidiram recorrer a métodos mais agressivos, como a testagem semanal contra a Covid-19. Além do mais, a partir de agora os alunos não terão mais horário de intervalo nos pátios, pois serão permitidos a ter alguns minutos de descanso somente dentro de sala de aula. 

Tendo em vista que as crianças também podem ser contaminadas pelo vírus da Covid-19, para efetivar a volta às aulas, algumas escolas situadas no Estado de São Paulo também farão avaliações diárias para verificar a presença ou surgimento repentino de sintomas que indiquem a contaminação da doença.

O escalonamento gradativo entre grupos de alunos também será adotado para evitar aglomerações nas salas de aula. 

A volta às aulas no Estado de São Paulo em um modelo mais abrangente foi comunicada pela gestão estadual ainda no mês de junho. Vale mencionar que os pais têm total autonomia para escolherem se vão mandar os filhos para o ensino presencial, ou se preferem permanecer com o modelo remoto. 

É importante ressaltar que a imunização dos profissionais da educação foi indicativo para que a ampliação da capacidade máxima de 35% nas escolas pudesse ser efetivada. Embora o secretário de Estado de Saúde, Rossieli Soares, tenha informado que não há uma ligação oficial entre ambos os fatores. 

Se tratando das escolas públicas, por exemplo, a Secretaria de Estado de Educação, reforçou a necessidade de cumprir as seguintes diretrizes:

  • Distanciamento de um metro entre os alunos; 
  • Uso de máscara facial de proteção sobre a boca e o nariz;
  • Higienização das mãos com água e sabão sempre que possível e com álcool em gel constantemente. 

Cerca de três milhões de testes contra a Covid-19 foram adquiridos pelo Estado de São Paulo para verificar regularmente a condição de saúde dos alunos e dos profissionais da educação.

Vale mencionar que, aquelas escolas que tiverem capacidade de receber 100% dos alunos matriculados, estão autorizadas a recorrer ao revezamento de turmas. 

Esta será a medida adotada por quatro escolas privadas, que aplicarão o ensino presencial gradativamente até que seja possível receber 100% dos alunos.

O colégio Santa Cruz, por exemplo, permitirá a volta às aulas em um primeiro momento para os alunos do ensino infantil e fundamental 1 durante todos os dias da semana.

O conselho é para que os pais e responsáveis acompanhem os pronunciamentos das instituições de ensino, tanto públicas quanto privadas, ou entrem em contato direto para tomarem conhecimento sobre as normas adotadas. 

https://www.youtube.com/watch?v=sI81DK8d8sY&t=10s

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Volta às aulas presenciais em São Paulo começa com testes da COVID-19 e mais

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA