Clientes do Nubank agora podem realizar pré-cadastro de chaves de endereçamento do PIX (sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central). A empresa anunciou, na última quinta-feira (3), que seus usuários podem fazer o registro de intenção por meio do aplicativo da empresa e indicar quais dados querem cadastrar para realizar as transferências

publicidade
Nubank inicia pré-cadastro para o PIX; saiba mais sobre a solução de pagamentos
Nubank inicia pré-cadastro para o PIX; saiba mais sobre a solução de pagamentos (Imagem/Reprodução Google)
publicidade

O PIX será mais uma alternativa para efetuar pagamentos, além das existentes: TED, DOC e boletos. Por ser do Banco Central, o sistema será aderido por, praticamente, todos os bancos e fintechs do Brasil. Bradesco, Santander, Banco Inter e Banco Original também já oferecem a opção de pré-cadastro para a solução de pagamentos.

Segundo a proposta, o sistema possibilitará transações seguras que terão um período de liquidação de poucos segundos. Tudo poderá ser realizado em qualquer data ou horário e alguns pagamentos poderão ser feitos por QR Code.

O Nubank já oferece transferências gratuitas, ilimitadas e instantâneas para outras contas do Nubank. Com o PIX, essa operação poderá ser direcionada à outros bancos. Já ativo no aplicativo, o pré-cadastro para desfrutar da novidade pode ser feito pelo cliente, informando CPF, e-mail ou celular. Existe a opção de cadastrar todos esses dados também.

Quando forem ativadas, as chaves de endereçamento irão vincular a identidade do usuário a uma conta que constará no diretório do PIX. Tendo cadastrado dados como o e-mail e o número de celular, os pagadores poderão fazer transferências ao inserir somente uma das informações, sem precisar indicar os dados bancários do recebedor.

Cada chave será associada, apenas, a uma única conta. No PIX, se o usuário associar seu CPF a uma plataforma, todas as transações realizadas com o código serão encaminhadas para ela. O sistema permitirá que pessoas físicas registrem, no máximo, cinco chaves por conta. Enquanto pessoas jurídicas poderão ter um total de vinte cadastros.

O PIX pretende atender usuários que não desejam compartilhar seus dados com outras pessoas. Dessa forma, oferecerá também códigos aleatórios como chaves de endereçamento. Porém, ainda assim, quando for realizar uma transferência, o pagador terá acesso ao nome completo, parte dos dígitos do CPF e ao nome do banco do recebedor.

Para usar o serviço de pagamentos instantâneos, o usuário não precisará, necessariamente cadastrar chaves de endereçamento. Existe outra opção: as transferências também poderão ser realizadas a partir dos dados bancários do destinatário.

A solução para facilitar pagamentos ainda não foi inaugurada. Por enquanto, os bancos e fintechs estão realizando, apenas, o pré-cadastro das chaves. O registro efetivo delas poderá ser feito a partir do dia 5 de outubro. Já a inauguração oficial do PIX, segundo o Banco Central, será no próximo dia 16 de novembro.

Thaisa Gabriela é formada em jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Possui experiência como assessora de comunicação pela Prefeitura da Cidade do Recife e Fundação Joaquim Nabuco. Atualmente dedica-se à redação do portal FDR.