CadÚnico 2023: Inscrição, Consulta, Agendamento e Atualizar Cadastro Único

O Cadastro Único (CadÚnico) é um sistema de cadastramento de famílias que vivem em vulnerabilidade social, usado como referência para reconhecer os grupos que necessitam de algum tipo de auxílio do governo. Por meio do CadÚnico 2023 as prefeituras, governos estaduais e o poder público federal, terão a possibilidade de liberar salários e assistências ao cidadão e sua família.

CadÚnico 2023: Inscrição, Consulta, Agendamento e Atualizar Cadastro Único
CadÚnico 2023: Inscrição, Consulta, Agendamento e Atualizar Cadastro Único (Imagem: FDR)

Embora o governo federal possibilite que as famílias interessadas façam um pré-cadastro no CadÚnico 2023 por meio digital, o comparecimento presencial é indispensável. Os interessados devem comparecer até um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do seu município para fazer a inscrição de todos os familiares. 

Dessa forma, o sistema público consegue reconhecer como vivem as pessoas que residem no mesmo endereço, e os categoriza por sua renda. Embora o atendimento presencial seja indispensável, desde março de 2022 as famílias puderam ter acesso ao aplicativo do Cadastro Único e sua versão para web, a fim de unificar os principais serviços oferecidos pelo sistema.

Quem pode fazer inscrição no CadÚnico 2023?

Embora o CadÚnico 2023 seja a porta de entrada para os principais programas sociais do poder público, não são todas as famílias que podem se inscrever no sistema. Antes de procurar uma unidade do CRAS, os interessados devem conferir se cumprem com as exigências do governo.

Um representante familiar é quem deve procurar a unidade de assistência social para inscrever todos os demais familiares. Ele será o titular dos benefícios que podem ser liberados futuramente, devendo possuir mais de 16 anos e preferencialmente ser uma mulher. Estão autorizadas a fazer seu cadastro as famílias que:

  • Possuem renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo;
  • Possuem renda acima dessas, mas que estejam vinculadas ou querendo algum programa ou benefício que utilize o Cadastro Único em suas concessões.

Agendamento para ser atendido no CRAS

O primeiro passo para fazer parte do CadÚnico 2023 é procurar uma unidade do CRAS, consulte neste link o setor de atendimento mais próximo do seu endereço. No local, munido dos documentos pessoais de todos os familiares, o representante vai passar por uma entrevista a fim que o sistema possa reconhecer a família e suas necessidades.

Visando diminuir a fila de espera que tem sido formada na frente da unidades do CRAS, os postos de atendimento têm se programado para melhorar o seu funcionamento. Alguns liberam o agendamento no CRAS, outros iniciam a distribuição de senhas pelo início da manhã, e outros priorizam os atendimentos em determinados dia da semana.

Para saber como agendar, a recomendação é comparecer presencialmente a um posto e tirar todas as suas dúvidas.

Outra opção é ligar para a Secretaria de Assistência Social do seu município, onde informações a respeito deste tipo de atendimento poderão ser fornecidas.

Quais documentos levar para inscrição no Cadastro Único

A fim de otimizar seu tempo, o cidadão deve ir até o CRAS com todos os documentos necessários para inscrição no CadÚnico 2023, dessa forma evita que novos comprovantes sejam solicitados. O ideal é que sejam levados documentos originais, como:

Responsável pela Unidade Familiar (RF)

Deve comparecer com pelo menos um desses documentos:

  • Preferencialmente o CPF; ou
  • Título de Eleitor.
Responsável pela Família Indígena

Deve comparecer com pelo menos um desses documentos:

  • CPF; ou
  • Título de Eleitor; ou
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI); ou
  • Outros documentos de identificação, como Certidão de Casamento, Carteira de Identidade (RG) e Carteira de Trabalho.
Responsável pela Família Quilombola

Deve comparecer com pelo menos um desses documentos:

  • CPF; ou
  • Título de Eleitor; ou
  • Outros documentos de identificação, como Certidão de Casamento, Carteira de Identidade (RG) e Carteira de Trabalho.
Representante Legal – RL
  • Documento contendo o número de inscrição no Cadastro de Pessoa Física – CPF;
  • Documento comprobatório da representação legal.
Responsável pela Unidade Familiar (RF)
  • Preferencialmente o CPF; ou
  • Certidão de Nascimento; ou
  • Certidão de Casamento; ou
  • Carteira de Identidade – RG; ou
  • Carteira de Trabalho; ou
  • Título de Eleitor.

Atenção! O agente da prefeitura e/ou do CRAS não pode deixar de fazer a inscrição da sua família por conta da falta de algum documento. No entanto, o cadastro pode ficar desatualizado.

Como fazer a inscrição no CadÚnico 2023?

Depois de agendar o atendimento no CRAS, ou descobrir como funciona para ser atendido, reunir todos os documentos, finalmente o cidadão pode fazer a inscrição no CadÚnico 2023. Neste caso as etapas funcionam da seguinte forma:

  • Compareça na unidade do CRAS e solicite a inscrição no CadÚnico;
  • Entregue todos os documentos solicitados;
  • Passe por uma entrevista feita pelo assistente social;
  • Aguarde a liberação do seu Número de Inscrição Social (NIS).

Pré-cadastro no CadÚnico 2023 online

A fim de otimizar o tempo do cidadão, o governo federal liberou o pré-cadastro online no CadÚnico 2023, usando o aplicativo ou site. No entanto, o representante da família tem até 240 dias (8 meses) para comparecer presencialmente em uma unidade do CRAS e finalizar sua inscrição por lá.

  • Acesse o aplicativo ou o site do Cadastro Único e clique em “Pré cadastro”;
  • Faça login por meio do portal Gov.br;
  • Concorde com os termos e condições;
  • Agora, selecione “Ir para pré-cadastro” e em seguida preencha todas as lacunas.

App Cadastro Único

Na versão do aplicativo do Cadastro Único, o cidadão deve ter acesso a serviços como:

  • Consulta por CPF;
  • Consulta simples;
  • Consulta completa;
  • Comprovante de Cadastro;
  • Atualização cadastral por confirmação;
  • Pré-Cadastro;
  • Meus Benefícios;
  • Postos de atendimento;
  • Validar Comprovante.

Como consultar informações do CadÚnico?

Usando os meios digitais, aplicativo ou versão web, o cidadão pode consultar qual o status do CadÚnico. Havendo informações como “Atualização” ou “Averiguação”, o cidadão precisa procurar uma unidade do CRAS para regularizar seu registro.

O primeiro passo é consultar nas opção “Consulta completa” ou “Consulta simples” opções liberadas no portal online. Será preciso informar dados pessoais do representante familiar, ou fazer login no portal Gov.br para a opção “Consulta completa”.

Como atualizar os dados no Cadastro Único 2023?

Quem deixar de atualizar seus dados e dos seus familiares no Cadastro Único, pode ter o seu pagamento suspenso ou bloqueado. Isso porque, a operação é importante para que o sistema contabilize como as pessoas estão vivendo e o que pode ter mudado para a família.

É obrigatória a atualização do CadÚnico 2023 a cada dois anos, ou em momentos como:

  • Alguém na família nasceu ou morreu;
  • A família mudou de endereço;
  • Alguém foi morar em outro lugar;
  • As crianças entraram ou mudaram de escola;
  • Alguém passou a ganhar mais ou menos na família;
  • A família mudou de cidade.

Recentemente ficou sendo obrigatória a atualização daqueles que estão sem alterar os dados desde os anos de 2016 e 2017. Cumprindo os prazos:

Para evitar o bloqueio do Auxílio Brasil e demais programas:

  • Prazo: outubro

Para evitar o cancelamento do Auxílio Brasil, da Tarifa Social de Energia Elétrica, e outros programas:

  • Prazo: dezembro

Caso haja suspensão ou bloqueio do pagamento de algum dos benefícios sociais, a atualização também pode ajudar a liberar o salário novamente.

Programas sociais liberados com o CadÚnico 2023

A inscrição no CadÚnico 2023 não garante entrada imediata nos principais programas sociais, mas possibilita que havendo disponibilidade o governo permita que estas pessoas façam parte dos benefícios. Como:

  • Água para todos;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Auxílio Brasil;
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Bolsa estiagem;
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental;
  • Carta Social;
  • Vale Gás
  • Carteira do Idoso;
  • Casa Verde e Amarela;
  • Crédito Instalação;
  • Isenção de taxas em Concursos Públicos;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Programa Brasil Alfabetizado;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Programa de Cisternas;
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI;
  • Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais (Fomento);
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário;
  • Programa Nacional de Reforma Agrária;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Telefone Popular.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.1 / 5. Número de votos: 63

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]