Como saber se estou no Cadastro Único utilizando o meu CPF?

Beneficiários do CadÚnico devem ficar atentos a permanência na plataforma. Nas últimas semanas, o Ministério da Cidadania tem feito uma triagem nos dados dos cidadãos em situação de vulnerabilidade. Se você se vinculou recentemente, abaixo saiba como consultar se seu CPF permanece ativo.

O Cadastro Único funciona como a principal plataforma social do país. É por meio dela que a população passa a ter acesso a benefícios como o Bolsa Família, Auxílio Brasil, Vale Gás, entre outras. Isso significa dizer que manter seu CPF ativo é algo indispensável.

Normalmente, o desligamento acontece em caso de violação das regras de concessão. Por se tratar de uma plataforma social, é preciso comprovar a situação de vulnerabilidade, seguindo os critérios abaixo:

  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 550,00);
  • Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300,00); ou
  • Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo;
  • Pessoas que vivem em situação de rua (sozinhas ou com a família).

Como consultar meu CadÚnico pelo site?

  • Acesse o site do Cadastro Único.
  • Preencha o formulário com seu nome completo, data de nascimento, o nome da mãe e selecione o estado e município onde mora.
  • Clique em “Emitir” para saber se está no cadastro ou não.

Consulta por aplicativo:

  • Baixe o aplicativo na loja do seu celular (Google Play ou App Store)
  • Abra o aplicativo e clique em entrar.
  • Preencha o mesmo formulário do site: nome, data de nascimento, nome da mãe e lugar onde mora.

Por telefone:

  • Ligue para 0800 707 2003
  • Selecione a opção 5.

A ligação é gratuita. Confira os horários de atendimento:

  • 07h às 19h de segunda a sexta
  • 10h às 16h nos finais de semana e feriados

O que preciso fazer para solicitar a inclusão do meu CPF na plataforma?

  • procurar o CRAS ou posto do CadÚnico;
  • organizar a documentação necessária;
  • realizar a entrevista de cadastramento.

A inscrição deve ser realizada pelo membro familiar que tenha idade mínima de 16 anos, tenha documento CPF ou Título de Eleitor e seja de preferência mulher.

Lista dos documentos exigidos

  • Certidão de Nascimento; ou
  • Certidão de Casamento; ou
  • CPF; ou
  • Carteira de Identidade – RG; ou
  • Carteira de Trabalho; ou
  • Título de Eleitor; ou
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) – somente se a pessoa for indígena.

Quando devo atualizar meus dados no Cadastro Único?

A renovação dos informes deve ser feita nas seguintes situações:

  • nascimento ou morte de alguém na família;
  • saída de um integrante para outra casa;
  • mudança de endereço;
  • entrada das crianças na escola ou transferência de escola;
  • aumento ou diminuição da renda, entre outros.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.