Cadastro Único 2024 tem inscrições abertas para todos os benefícios federais

Pontos-chave
  • As inscrições do Cadastro Único ficam abertas o ano todo;
  • Para conseguir receber algum dos benefícios do governo federal é preciso fazer essa inscrição;
  • O cadastro acontece exclusivamente de maneira presencial.

Quem deseja ter acesso a um dos benefícios federais existentes precisa fazer sua inscrição no Cadastro Único 2024. Não é preciso esperar a entrada de um novo ano para efetuar sua ficha, basta comparecer o quanto antes até o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) mais próximo.

Cadastro Único 2024 tem inscrições abertas para todos os benefícios federais
Cadastro Único 2024 tem inscrições abertas para todos os benefícios federais (Imagem: FDR)

De acordo com a descrição do governo federal, o Cadastro Único 2024 é um “grande mapa das famílias de baixa renda no Brasil”. Seu objetivo é mostrar para o poder público onde estão as pessoas de maior vulnerabilidade, quais as suas dificuldades, e o que precisam para melhorar sua condição de vida.

A partir dessas informações o governo federal começa a agir, incluindo esses grupos nos benefícios, liberando assistenciais e promovendo ações sociais. A base também é usada como referência pelos governos municipais e estaduais para selecionar novos contemplados em seus programas.

Vale entender que fazer parte do Cadastro Único 2024 não lhe dará o acesso direito a nenhum programa, principalmente o Bolsa Família que é o mais visado. Estar dentro dessa base de dados é uma forma de ser visto pelo governo, e havendo disponibilidade de orçamento é que as inclusões são feitas.

As pessoas que vivem em regiões mais afastadas podem contar com a busca ativa, uma ação do SUAS (Sistema Único de Assistência Social) que envia funcionários do CRAS até as áreas sem acesso ao atendimento presencial. Por exemplo, na zona rural, comunidades ribeirinhas, favelas, e outros.

Quem pode fazer inscrição no CadÚnico 2024?

A inscrição no CadÚnico 2024 é a porta de entrada para os benefícios federais, o recebimento de ajuda do poder público estadual e municipal também. Mas somente podem fazer parte desta plataforma quem vive em situação de pobreza, com algum grau de vulnerabilidade social.

Por isso, fica permitida a entrada de:

  • Famílias que vivem com renda mensal de até meio salário-mínimo por pessoa;
  • Famílias com renda acima desse valor podem ser cadastradas para participar de programas ou serviços específicos.

O governo enfatiza a importância da entrada de famílias que vivem em situações e regiões afastadas. Como: indígenas, quilombolas, ribeirinhos e população em situação de rua. Quem mora sozinho também pode se inscrever, mas não têm o maior grau de prioridade na entrada de benefícios.

Como fazer a inscrição no Cadastro Único?

Para se inscrever no Cadastro Único os interessados precisam comparecer presencialmente até o CRAS. Não é possível fazer o cadastramento de forma online, apenas de maneira presencial. Para isso vale a pena conferir na unidade mais próxima se há necessidade de agendar o seu atendimento.

A fim de dividir as demandas desde a pandemia as agências do CRAS têm optado pelo agendamento e divisão dos serviços. Quem for para sua primeira inscrição recebe uma senha, e quem vai atualizar seus dados recebe outra, assim há melhor organização de todos os trabalhos feitos naquele local.

Um representante da família, pessoa com mais de 16 anos e de preferência uma mulher deve responder as perguntas por todo o grupo.

  • Compareça até a unidade mais próxima do CRAS;
  • Solicite a sua inscrição no CadÚnico;
  • Informe dados pessoais, como: nome completo, RG, CPF, endereço, profissão;
  • Responda ao questionário socioeconômico que incluí perguntas como: quantas pessoas vivem na mesma casa, qual a renda da família no mês, de onde vem essa renda, a casa é de aluguel ou própria, as crianças estão na escola, tem alguém com incapacidade, e etc.;
  • Será gerado o NIS (Número de Identificação Social) para cada uma das pessoas que compõem a família, ele serve como uma forma de identificação;
  • Pronto, a família está disponível para seleção em programas do poder público.

Documentos necessários para inscrição

  • Documento com foto;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Documento de identificação dos membros da família (RG, certidão de nascimento).

Programas federais liberados pelo Cadastro Único 2024

Ao fazer sua inscrição no Cadastro Único 2024 a família ficará suscetível a seleção em programas do governo federal, como:

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]