Renan Calheiros faz grave acusação ao sugerir culpado pela alta nos combustíveis

Em uma publicação nada amigável em seu Twitter, o senador Renan Calheiros acusa o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) de ser o grande culpado pela alta da inflação e do preço dos combustíveis. O parlamentar diz que o presidente não se importa com o povo, ao não possuir “propostas claras”.

Na segunda-feira, 6, o presidente Bolsonaro anunciou publicamente uma Proposta de Emenda a Constituição (PEC) com redução de impostos federais. O projeto pode baratear o valor do diesel, da gasolina e do gás de cozinha. 

Paulo Guedes, ministro da economia, afirmou que o projeto traz uma redução de R$ 25 bilhões a R$ 50 bilhões para os cofres públicos, mas não especificou o valor.

Ao anunciar a medida que zera impostos federais como o PIS/Cofins e CIDE sobre os combustíveis, Bolsonaro pressionou os governadores. E disse que a proposta somente será mantida caso hajam mudanças nos impostos estaduais.

O projeto também indica que o ICMS será zerado sobre os combustíveis até dezembro deste ano, mas este é um imposto de âmbito estadual. Para compensar a falta de arrecadação, o governo federal deu sugestões.

Entre elas, a aprovação do projeto aprovado na Câmara dos Deputados e em discussão no Senado Federal, que limita o ICMS em 17%. O que diminuiria o valor do combustível e da energia elétrica.

Acusações de Renan Calheiros

Ainda assim, a medida não parece ter agradado a todos os políticos e brasileiros. Após o anuncio da PEC que pretende diminuir o valor dos combustíveis e demais produtos que estão cada vez mais altos, o senador e ex-presidente do Senado, Renan Calheiros se manifestou.

Em seu Twitter, Calheiros escreveu uma mensagem em que acusa Bolsonaro de ser o maior culpado pela alta da inflação. De acordo com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em maio desse ano o Brasil atingiu inflação de 12,3%.

O resultado pode ser sentido na cesta básica, conta de energia, abastecimento de veículos, e todos os gastos dos brasileiros.

Em resposta ao pronunciamento do senador, outros internautas também demonstraram reprovação às atitudes do atual presidente.

O que pode justificar a sua segunda colocação na pesquisa do Datafolha sobre a candidatura à presidente da República. Em primeiro lugar, fica o ex-presidente Lula (PT).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.