IPVA RS 2022: pagamentos feitos em março oferecem desconto; saiba mais

Este ano, os proprietários de veículos do Rio Grande do Sul podem contar com diferentes descontos no IPVA. Além do desconto relativo ao pagamento adiantado, também há redução no valor do tributo para bons motoristas e bons contribuintes, e para quem pagar a parcela de março dentro do prazo.

Quem fez o pagamento adiantado em dezembro de 2021 conseguiu desconto de 10% e ainda ficou de fora do reajuste de 10% na UPF (Unidade de Padrão Fiscal). Se somarmos os descontos de Bom Cidadão e Bom Motorista, o desconto potencial em dezembro foi de 34,63%.

Quem optou por pagar antecipadamente em janeiro já pegou o reajuste da UFP, mas também teve um desconto de 10% no valor total do imposto. O pagamento antecipado até 25 de fevereiro garantiu 6% de desconto e o pagamento antecipado em março, realizado até o dia 31, dá direito a 3% de desconto.

Quem optou por parcelar o IPVA precisou pagar a primeira parcela, obrigatoriamente, em janeiro. Do contrário, terá que pagar o imposto todo de uma vez.

Mas a boa notícia é que os descontos citados acima também valem para o pagamento parcelado. Ou seja, a primeira parcela, paga em janeiro, teve desconto de 10%, e a segunda parcela, paga em fevereiro, teve desconto de 6%. Do mesmo modo, quem pagar a terceira parcela até 31 de março terá desconto de 3%.

O desconto pode ser ainda maior, graças aos programas Bom Cidadão e Bom Motorista. O primeiro beneficia os participantes do programa Nota Fiscal Gaúcha que incluírem o CPF em notas fiscais. Quem tem entre 51 e 99 notas registradas ganha 1% de desconto. Quem tem entre 100 e 149, ganha 3% de desconto. E quem tem mais de 150 notas registradas ganha 1% de desconto.

O Bom Motorista, por seu lado, prevê redução de: 15% para quem não teve multa nos últimos três anos; 10% para quem não teve multa nos últimos dois anos; e 5% para quem não teve multa no último ano.

IPVA 2022 Rio Grande do Sul

É possível parcelar o IPVA 2022 no Rio Grande do Sul em seis vezes. As alíquotas desse ano são as mesmas do ano passado: 3% para automóveis e caminhonetas, 2% para motos e 1% para caminhões, ônibus, micro-ônibus e automóveis e camionetas para locação.

A principal novidade é a possibilidade de pagar o imposto por PIX. O pagamento convencional pode ser feito pelo Banco do Brasil, Bradesco, Sicredi e Banrisul, apresentando o CRLV do veículo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.