Rússia x Ucrânia: entenda porque o amendoim é um dos principais afetados aqui no Brasil

Os impactos da guerra Rússia x Ucrânia não se limitam ao setor agro pela dependência dos fertilizantes que são importados da Rússia. Os reflexos também podem ser vistos nas exportações e na produção de um produto em particular, o amendoim.

Justamente estes dois países em guerra são os principais destinos de, aproximadamente, metade da exportação de amendoim do Brasil. Este trâmite proporcionou cerca de US$ 344 milhões em vendas para as empresas brasileiras em 2021.

Somente a Rússia foi responsável por 37,6% do valor, enquanto a Ucrânia pagou 8,71%, conforme dados apurados e apresentados pelo Ministério da Agricultura. No entanto, ainda que a produção e exportação do amendoim seja amplamente afetada pela guerra entre Rússia x Ucrânia, ele não integra nem a lista dos 10 produtos mais exportados pelo país.

Logo, o valor da venda externa do amendoim corresponde a somente 1% do total de embarcações, como de soja, por exemplo. Tanto na Rússia quanto na Ucrânia, o amendoim é intensivamente consumido tanto como um aperitivo quanto no preparo de doces. Logo, várias remessas partem do Brasil o ano inteiro.

Na oportunidade, o presidente da Câmara Setorial do Amendoim do Governo de São Paulo, Luiz Antônio Vizeu, informou que o amendoim já estava em processo de embarque para os países em guerra. Porém, com o início dos ataques, o exportador foi obrigado a segurar a carga.

Isso porque, os militares da Ucrânia precisaram fechar os portos na última quinta-feira, 24, em meio aos ataques da Rússia. Neste prazo, empresas de transporte marítimo já começaram a suspender temporariamente a rota de contêineres para a Rússia, em meio às sanções ocidentais impostas a Moscou.

No Brasil, a maior parte do amendoim é exportado através do porto de Santos, no litoral paulista, enquanto uma pequena parcela sai de Paranaguá, no Estado do Paraná. De toda forma, este comércio está concentrado no Sudeste, tendo em vista que o Estado de São Paulo é responsável pela produção de 93% das 700 mil toneladas de amendoim colhidas pelo país no período de um ano.

Neste sentido, uma empresa do município de Tupã, um dos principais produtores e exportadores de amendoim, informou na última segunda-feira, 28, que está em posse de cerca de 100 contêineres a caminho da Rússia.

Enquanto isso, outros 30 estão estagnados em Istambul, uma vez que foram impedidos de chegar ao destino final, a Ucrânia. Outros 20 contêineres nem chegaram a ser embarcados devido ao conflito.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.