Fies terá mais de 110 mil vagas em 2022; saiba como se candidatar

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) já tem um número de bolsas garantido para 2022. O Comitê Gestor do programa divulgou no dia 29/12 que serão disponibilizadas 110.925 vagas este ano, sendo 66.555 (60%) no primeiro semestre e 44.370 (40%) no segundo semestre.

O Fies abre inscrições duas vezes por ano, antes de cada semestre letivo. Mas o cronograma exato, com as datas de inscrição, ainda não foi divulgado.

O total de bolsas este ano é superior ao do ano passado, quando foram concedidas 93 mil. Em 2022, o Fies deve contar com um aporte de R$ 500 milhões, quantia que vem do Fundo Garantidor aprovado para o triênio 2022-2024.

Como se inscrever no Fies 2022

A inscrição no Fies 2022 será feita através do site do programa. Antes, o estudante deve cadastrar uma conta no portal gov.br.

Além disso, os candidatos devem atender aos seguintes requisitos:

  • Ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) entre os anos de 2010 e 2020
  • Ter renda familiar per capita de até 3 salários mínimos
  • Não ter tirado nota zero na redação do ENEM e ter tirado mais de 470 nas outras notas do exame
  • Estar matriculado, presencialmente, em uma Instituição de Ensino Superior com nota acima de três no Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior)
  • Não estar inadimplente ou utilizando o financiamento no momento

Como funciona o Novo Fies?

O Novo Fies é uma atualização do programa lançada em 2017. A principal novidade foi a criação da modalidade P-Fies, voltada a alunos com renda familiar per capita de até 5 salários mínimos e com taxas variáveis de acordo com a renda.

O P-Fies pode ser acessado a qualquer momento do ano e está desvinculado do ENEM. Ou seja, para acessar essa modalidade não é necessário ter feito o exame.

O Fies continua com a modalidade convencional, voltada para alunos que fizeram o ENEM e com renda per capita familiar de até 3 salários mínimos. Nesse caso, a taxa de juro é zero.

Oportunidade de renegociar dívidas

Uma medida provisória foi sancionada pelo Presidente da República Jair Bolsonaro no fim de dezembro alterando regras para a renegociação de dívidas com o Fies.

Agora, os estudante inadimplentes há mais de um ano terão até 86,5% de desconto, ou 95%, caso estejam inscritos no CadÚnico ou tenham recebido o Auxílio Emergencial. Já quem tem o débito há mais de 90 dias antes da publicação da MP (29/12), terá até 12% de desconto e possibilidade de parcelar a dívida em 150 meses, sem multas e juros de mora.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.