Motorista de Uber e 99 Táxi pode contribuir para o INSS e garantir benefícios?

Os motoristas de aplicativos como Uber, 99 Taxis e similares, agora têm como obrigatoriedade o cadastro no INSS. Com isso, passam a ser contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social, garantindo os benefícios e direitos previdenciários.

Motorista de Uber e 99 Táxi pode contribuir para o INSS e garantir benefícios?
Motorista de Uber e 99 Táxi pode contribuir para o INSS e garantir benefícios? (Imagem: Reprodução Correio Braziliense)

A exigência para que os motoristas de aplicativos como Uber, 99 Taxis e similares sejam Contribuinte Individual foi estabelecido pelo Decreto 9.792/2019 de 14/05/2019. De acordo com o decreto, cabe aos Municípios e ao Distrito Federal regulamentar e fiscalizar o serviço.

Além disso, cabem aos entes federativos fiscalizar a inscrição dos motoristas de aplicativos como Uber, 99 Taxis e similares como contribuinte individual. A inscrição poderá ser feita no site do Meu INSS e ter o recolhimento logo em seguida.

Caso o motorista de transporte remunerado privado individual de passageiros já seja inscrito no INSS em qualquer categoria de segurado, basta apenas efetuar o recolhimento com a guia do código 1007 que pode ser expedida pelo canal remoto do instituto.

Outra opção para os motoristas de aplicativos como Uber, 99 Taxis e similares é a inscrição como MEI (Microempreendedor Individual) pelo Portal do Empreendedor. Com isso, a contribuição terá uma alíquota de 5%.

Essa contribuição é reduzida e paga em parcela única, ou seja, tendo todos os tributos da atividade incluídos em um único pagamento. Porém, para ser MEI é necessário atender aos seguintes requisitos legais;

  • Não é permitido possuir mais de uma empresa;
  • Não é permitido ser sócio ou administrador de mais de uma empresa;
  • Deverá exercer uma das atividades permitidas ao MEI;
  • Poderá contratar apenas 1 funcionário;
  • E faturar até R$ 81.000,00 por ano, ou R$ 6.750,00 por mês.

As contribuições previdenciárias dessa competência são de responsabilidade do motorista. O INSS deve fornecer os respectivos comprovantes, preferencialmente por meio de seus canais eletrônicos de atendimento.

De acordo com o decreto, os condutores não podem se recusar a se cadastrarem ao INSS, já que agora é um segurado obrigatório. Portanto, é preciso ser contribuinte da Previdência Social. Caso se recuse, não será permitido exercer a profissão.

Ao ser contribuinte individual ou MEI, os motoristas passam a ser segurados pelo INSS e podem gozar dos benefícios previdenciários, como aposentadoria, auxílio-doença, salário-maternidade, pensão por morte, dentre outros.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 99

Motorista de Uber e 99 Táxi pode contribuir para o INSS e garantir benefícios?

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA