TOP 3 de vacinação no Brasil: Como MS, RS e SP conseguem liderar ranking?

Pontos-chave
  • Atualmente os Estados de MS, RS e SP lideram a aplicação de doses;
  • O Estado do Mato Grosso do Sul lidera o ranking nacional de vacinação contra Covid-19;
  • Atualmente, 21,80% dos mato-grossenses já receberam a primeira dose do imunizante.

A vacinação no Brasil teve início no mês de janeiro deste ano. Após quatro meses já foram vacinadas 17,24% da população. Porém, há estados que possuem um índice muito maior, como o Mato Grosso do Sul (MS), Rio Grande do Sul (RS) e São Paulo (SP).

TOP 3 de vacinação no Brasil: Como MS, RS e SP conseguem liderar ranking?
TOP 3 de vacinação no Brasil: Como MS, RS e SP conseguem liderar ranking? (Imagem: Montagem / FDR)

A aplicação das doses dos imunizantes contra Covid-19 já acontece em todo o país. Porém, algumas cidades encontram dificuldade em alcançar uma boa quantidade de sua população. Isso ocorre devido à falta das vacinas ou por questão de logística.

Atualmente, de acordo com o Consórcio dos Veículos de Comunicação os Estados de Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e São Paulo lideram a aplicação de doses. Os governadores e secretários de saúde explicam os motivos do grande sucesso.

Vacinação em Mato Grosso do Sul

O Estado do Mato Grosso do Sul lidera o ranking nacional de vacinação contra Covid-19. Atualmente, 21,80% dos mato-grossenses já receberam a primeira dose do imunizante. Esse quantitativo equivale a 612.357 pessoas.

A segunda dose no Mato Grosso do Sul já foi aplicada em 8,24%. Com isso, significa que 231.458 pessoas que residem no Estado já estão com a imunização completa. A região mantém um bom desempenho desde o início da vacinação contra a Covid-19, ficando sempre entre as primeiras colocações.

O Governo do Estado tem adotado uma logística muito eficaz que contribui para a rápida distribuição das vacinas. Com isso, em menos de 24 horas, as doses são entregues aos 79 municípios.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, a qualidade na distribuição das vacinas e na aplicação é devido à parceria da Secretaria Estadual de Saúde com as secretarias municipais e prefeitos.

TOP 3 de vacinação no Brasil: Como MS, RS e SP conseguem liderar ranking?
TOP 3 de vacinação no Brasil: Como MS, RS e SP conseguem liderar ranking? (Imagem: Edemir Rodrigues)

As vacinas usadas para a imunização dos mato-grossenses são: CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer. Essas foram enviadas pelo Ministério da Saúde, dentro do Programa Nacional de Imunização (PNI).

Ao todo o Estado já recebeu 993.420 doses. O primeiro lote chegou à região no dia 18 de janeiro. No mês de janeiro foram entregues dois lotes, que somados chegaram a mais de 42 mil doses. No mês de fevereiro foram recebidos dois lotes.

No mês de março o Estado recebeu do Ministério da Saúde cinco lotes e em abril forma mais cinco. Neste mês já foram recebidos mais seis lotes, até a última segunda-feira (10). Com isso, ao todo foram 20 lotes e, atualmente, estão sendo vacinados o grupo de pessoas com comorbidades.

Vacinação no Rio Grande do Sul

De acordo com o Consórcio dos Veículos de Comunicação o Estado do Rio Grande do Sul é a segunda região com mais pessoas vacinadas. Atualmente, 21,58% dos gaúchos receberam, pelo menos, a primeira dose.

As doses usadas foram enviadas pelo Ministério da Saúde, por meio do PNI. São elas: 61% CoronaVac, 38,7% AstraZeneca e 0,3% Pfizer. 22,03% já receberam a primeira dose. Esse quantitativo equivale a 2.516.573 pessoas.

A primeira dose já foi aplicada a 1.040.665 de gaúchos, o que equivale a 9,11%. Dessa maneira, ao total já foram aplicadas 3.557.238 doses. Atualmente, a região está imunizando as pessoas com comorbidades prioritárias definidas pelo Ministério da Saúde.

Vacinação em São Paulo

O Estado de São Paulo ocupa a terceira posição no ranking de vacinação contra a Covid-19, com 18,65% de aplicação. Já foram aplicadas 13.757.887 doses. Desse quantitativo, 19,10% foi da primeira dose, o que equivale a 8.839.820.

A segunda dose foi aplicada em 4.918.067 pessoas. Isso significa que 10,62% dos paulistas já finalizaram o ciclo de imunização contra a Covid-19. Atualmente está sendo aplicadas as doses nas pessoas com comorbidades consideradas prioritárias pelo Ministério da Saúde.

Além disso, os profissionais do transporte metroviário e ferroviário começaram a receber a primeira dose ontem (11). Assim como os demais Estados, São Paulo está usando as vacinas da CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer.

Comorbidades prioritárias definidas pelo Ministério da Saúde

  • Anemia falciforme;
  • Arritmias cardíacas;
  • Cardiopatia hipertensiva;
  • Cardiopatias congênitas no adulto;
  • Cirrose hepática;
  • Diabetes mellitus;
  • Doença cerebrovascular;
  • Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas;
  • Hipertensão Arterial resistente (HAP);
  • Hipertensão Arterial – estágio 3;
  • Hipertensão Arterial – estágios 1 e 2, com LOA ou comorbidade;
  • Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Miocardiopatias e Pericardiopatias;
  • Obesidade mórbida;
  • Pneumopatias crônicas graves;
  • Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados;
  • Síndromes coronarianas;
  • Valvopatias.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

TOP 3 de vacinação no Brasil: Como MS, RS e SP conseguem liderar ranking?

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA