O Nubank fechou uma parceria com a PayPal, empresa de pagamentos eletrônicos para oferecer aos seus clientes a utilização da função de débito online. Para realizar a operação, basta adicionar o cartão de débito do Nubank à carteira digital do Paypal. Antes isso era possível apenas para crédito.

publicidade
Parceria entre Nubank e PicPay vai disponibilizar a função de débito online
Parceria entre Nubank e PicPay vai disponibilizar a função de débito online (Imagem: Reprodução/Google)
publicidade

Para comprar online não é necessário possuir o “cartão roxo” com a função débito em sua versão física. Os clientes do banco devem gerar um cartão virtual de débito no aplicativo, que está disponível desde junho deste ano.

A opção tem numeração exclusiva e que pode ser bloqueada, desbloqueada e apagada facilmente pelo aplicativo, quantas vezes necessário, sem alterar nada no cartão físico.

Como gerar o cartão virtual Nubank?

Com o aplicativo Nubank aberto, selecione o atalho “Cartão Virtual” e digite sua senha de 04 dígitos. Em seguida, as informações do novo cartão como número, nome do titular, data de vencimento e código de segurança (CVV) irão aparecer na tela.

Como pagar as compras pelo PayPal?

Para a utilização dos serviços PayPal é necessário abrir uma conta gratuita e adicionar os cartão de débitos à carteira digital da plataforma, gratuitamente. Na hora de comprar o seu produto e serviços, basta selecionar o cartão de débito cadastrado, da mesma forma como que está habituado a fazer com os seus cartões de crédito. Para realizar a compra, é preciso garantir que há saldo disponível em sua conta.

Mais de 350 mil lojas aceitam o PayPal como forma de pagamento.

Nubank lança Pix de graça para Pessoas Jurídica

Ainda na semana passada, o Nubank anunciou o lançamento do PIX, nova modalidade de pagamentos instantâneos do Banco Central, gratuitamente para Pessoas Jurídicas (PJ). De acordo com a fintech, eles irão arcar com todos os custos das transações.

O Nubank oferece conta de PJ aos seus clientes desde o ano passado, com foco nos profissionais autônomos e microempreendedores individuais (MEIs).

Guilherme Moreira é formado em Criação e Produção Audiovisual pelo CBM (Centro Universitário Barão de Mauá). Atuou como roteirista, produtor e editor do SBT interior e na redação de blogs e sites informativos. Atualmente, trabalha como social media e redator do portal FDR.