Itaú se torna a marca mais valiosa do Brasil; confira lista

O Itaú ultrapassou o Bradesco e se tornou a marca mais valiosa do país, segundo ranking Brandz Brasil, elaborado anualmente pelo grupo WPP e pela empresa de pesquisa e Kantar. Após sua marca perder apenas 1% de valor em comparação ao ano anterior, o banco atingiu o patamar de US$ 8,268 bilhões.

publicidade
Imagem FDR
publicidade

Líder em 2019, o Bradesco perdeu 34% de seu valor devido ao desempenho financeiro no período e aparece em terceiro lugar com US$ 6,1 bilhões.

A Skol, marca de cerveja da Ambev, assumiu a vice-liderança, com US$ 6, 7 bilhões. Em quarto lugar, a rede Magazine Luiza, que avançou da sétima posição com um crescimento de 124% no valor de marca, chegando a US$ 5,1 bilhões. A Brahma, também da Ambev, fecha o top 5 com US$ 3,7 bilhões.

Veja lista das 25 marcas mais valiosas do Brasil:

  1. Itaú: US$ 8,268 bilhões (-1%)
  2. Skol: US$ 6,797 bilhões (-6%)
  3. Bradesco: US$ 6,137 bilhões (-35%)
  4. Magazine Luiza: US$ 5,111 bilhões (124%)
  5. Brahma: US$ 3,720 bilhões (-2%)
  6. Globo: US$ 3,295 bilhões (-9%)
  7. Antarctica: US$ 2,558 bilhões (-4%)
  8. Renner: US$ 2,273 bilhões (19%)
  9. Amil: US$ 2,050 bilhões (11%)
  10. Sadia: US$ 1,637 bilhão (22%)
  11. Ypê: US$ 1,570 bilhão (13%)
  12. Natura: US$ 1,516 bilhão (estável)
  13. Pão de Açúcar: US$ 1,299 bilhão (187%)
  14. Lojas Americanas: US$ 1,282 bilhão (2%)
  15. Localiza: US$ 1,268 bilhão (72%)
  16. Banco do Brasil: US$ 1,039 bilhão (29%)
  17. Vivo: US$ 934 milhões (-6%)
  18. Seara: US$ 827 milhões (35%)
  19. Extra: US$ 751 milhões (219%)
  20. Porto Seguro: US$ 674 milhões (-2%)
  21. Schin: US$ 619 milhões (3%)
  22. Ypióca: US$ 613 milhões (-39%)
  23. Assaí: US$ 559 milhões (192%)
  24. Caixa Econômica Federal: US$ 389 milhões (19%)
  25. Casas Bahia: US$ 365 milhões (-19%)

As 25 marcas mais valiosas do Brasil em 2020 somam juntas US$ 55,7 bilhões, um crescimento de 4% em relação ao ano passado, segundo a nova edição do ranking BrandZ Brasil, feito pela Kantar em parceria com a WPP.

Apesar do crescimento, o impacto da pandemia de coronavírus nos negócios afetou fortemente as companhias brasileiras e seis empresas, dentre as dez primeiras colocadas, registraram queda no valor de suas marcas em 2020, na comparação com o ano passado.

os maiores avanços em termo de valores foram registrados pelas marcas de varejo Extra, Pão de Açúcar, Assaí e Magazine Luiza. Para a Kantar, a transformação digital e os investimentos feitos pela varejista para se tornar omnichannel, integrando os canais online e físicos, é o grande diferencial competitivo da companhia.

“O Magalu investiu em tecnologia dentro de casa, redes sociais e logística, melhorando a experiência do cliente e atraindo mais vendedores para o seu marketplace. O Magazine Luiza se reinventou saindo de um modelo de vendas de eletrodomésticos para um modelo de marketplace – concorrendo com a Amazon”, escreveu a consultoria.

O ranking leva em consideração não só o valor de mercado, como também o valor de contribuição da marca, que pela metodologia da pesquisa é calculado a partir da proporção do valor financeiro de uma marca gerado por sua “capacidade de aumentar o volume de compra e carregar um premium price”.

AvatarGuilherme Moreira
Guilherme Moreira é formado em Criação e Produção Audiovisual pelo CBM (Centro Universitário Barão de Mauá). Atuou como roteirista, produtor e editor do SBT interior e na redação de blogs e sites informativos. Atualmente, trabalha como social media e redator do portal FDR. |  Instagram @guimemoreira