publicidade

As universidades brasileiras estão promovendo algumas mudanças e seus vestibulares. Isso tem acontecido por conta do adiamento do Enem 2020. Por isso, pela primeira vez, a USP vai reservar metade das vagas para candidatos de escolas públicas.

USP muda processo seletivo com novas provas e acesso de cotistas
USP muda processo seletivo com novas provas e acesso de cotistas (Foto: Google)
publicidade

É importante lembrar que, no ano passado, a universidade destinou 45% das vagas para as cotas.

“Eu considero esse um fato notável e ele tem que ser registrado com ênfase porque ele revela, demonstra o interesse da USP pela inclusão dos alunos das classes mais desfavorecidas, ou seja, aqueles que na maior parte da Fuvest”, afirma a Prof. Dra. Belmira Bueno, diretora-executiva do Fuvest.

Vale ressaltar que a alteração na data do Enem não alterou a inclusão de vagas através do Sisu. Essa é uma das maiores formas de ingresso de estudantes na universidade. Neste ano, pela primeira vez, metade de todas as vagas será destinada para aqueles que cursaram o ensino médio em escolas públicas.

Como serão destinadas as vagas na USP?

Em 2021 serão 11.147 vagas no total e dessas, 8.242 são destinadas ao vestibular da Fuvest. As outras 2.905 são destinadas pela USP para os estudantes que vem pelo SISU (Sistema de Seleção Unificada).

Outra regra importante é com relação aos processos seletivos e, principalmente com relação às provas de habilidades específicas. Agora, a prova do curso de artes visuais foi eliminada e as provas de música e artes cênicas serão on-line.

Atualmente, a taxa de inscrição está em R$ 182 e  isenção poderia ter sido solicitada até o dia 24 de julho, sexta-feira. Já as inscrições podem ser realizadas a partir do dia 31 de agosto até 23 de outubro de 2020.

Para se inscrever, basta acessar o site da universidade e inserir seus dados para o processo seletivo.

Unicamp

A USP não é a única universidade que promoveu mudanças. A Unicamp não irá utilizar o Enem no processo seletivo de suas vagas. Isso porque a faculdade pretende iniciar seu ano letivo em 15 de março e o Enem só terá os aprovados no dia 29 do mesmo mês.

Para não atrapalhar o calendário, a Unicamp trabalhará apenas com o seu vestibular tradicional. Para se inscrever, o candidato deve acessar o site da universidade e preencher o formulário.

 

 

 

 

Bartira Araújo é formada em Jornalismo pela pela Universidade Santa Cecília. Já trabalhou como analista de comunicação em uma agência de tecnologia e marketing e atualmente é redatora do portal FDR.