Google, Amazon, Apple e Microsoft são investigadas por uso de ouro ilegal do Brasil

A Polícia Federal está investigando a compra ilegal de ouro no Brasil pelas empresas Google, Amazon, Apple e Microsoft. De acordo com os dados, um refinador italiano comprou ouro ilegalmente na região da floresta amazônica e forneceu as quatro empresas de tecnologia.

publicidade

Segundo os registros públicos de Amazon.com, Apple, Microsoft e da controladora do Google, Alphabet, a compra do ouro foi da empresa privada italiana Chimet. As empresas de tecnologia costumam usar pequenas quantidades do metal em placas de circuito para eletrônicos de consumo

A Polícia Federal acusa a Chimet de comprar milhões de dólares em ouro da empresa CHM do Brasil. A empresa brasileira, supostamente, adquiriu o metal precioso ilegalmente de garimpeiros.

Em defesa, a CHM informou que todo ouro adquirido é legal e é comprado por meio de documentação. Já a Chimet afirmou que cortou relações com a CHM ao saber das alegações em outubro de 2021.

publicidade

Na época, a polícia realizou operações em nove Estados brasileiros e no Distrito Federal visando a CHM e outras empresas supostamente envolvidas no comércio ilegal de ouro. De acordo com um documento policial, a Chimet comprou R$ 2,1 bilhões de ouro da CHM entre 2015 e 2020.

Garimpo ilegal no Brasil aumentou nos últimos anos

Desde a posse do atual presidente da república, Jair Bolsonaro (PL), o garimpo ilegal no Brasil só fez aumentar. Essa ação é graças à defesa do líder do Executivo na legalização de garimpos em terras indígenas.

Tentando defender seu território, indígenas entram em confronto com os grileiros, deixando um rastro de morte. Para piorar a situação, as minas não regulamentadas destroem a floresta e poluem os rios com mercúrio. 

Segundo o Instituto Escolhas, o Brasil produziu 84 toneladas de ouro ilegal entre 2019 e 2020. Esse quantitativo mostra um aumento de 23% em relação aos dois anos anteriores. Além disso, essa quantidade equivale a quase metade de toda produção brasileira.

Empresas de tecnologia compraram ouro ilegal

Diante de todo esse cenário, as empresas que compram ouro de origem brasileira devem ter consciência que podem estar adquirindo um produto ilegal. A Chimet foi listada entre as refinarias de ouro que fornecem o material para o abastecimento das empresas de tecnologia.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Porém, a Chimet não tem relacionamento direto com as empresas, realizando a venda do ouro para bancos. A Apple afirmou que não realiza uso de minerais extraídos ilegalmente, incluindo as empresas parceiras que descumprem a regra.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.