Com o Real, brasileiro se torna mais ‘poderoso’ nestes países

Fatores econômicos e crises políticas têm pressionado a cotação de moedas latino-americanas. Com isso, o real torna-se mais valorizado, contribuindo na decisão dos destinos de viagens internacionais.

publicidade
Com o Real, brasileiro se torna mais 'poderoso' nestes países
Com o Real, brasileiro se torna mais ‘poderoso’ nestes países (Imagem: FDR)

A desvalorização do peso argentino perante o real tornou o país um grande atrativo para os brasileiros. Porém, não é apenas o país dos “hermanos” que tornou-se destino das viagens internacionais dos brasileiros.

Chile, Uruguai e Peru são outros países que sofrem com a desvalorização da moeda. De acordo com dados do site Decolar, esses são os destinos mais procurados pelos brasileiros. Essas escolhas coincidem com a lista de países cujas moedas desvalorizaram mais perante o dólar do que o real.

publicidade

O real obteve melhor desempenho ante o dólar do que os pesos mexicano, chileno e colombiano. Por esse motivo, os brasileiros estão aproveitando para descansar e curtir os passeios sem gastar muito.

Como saber se a conversão do real é vantajoso?

A melhor forma para saber o quanto é possível comprar em cada destino é pesquisar os preços dos restaurantes, estadia em hotéis, das atrações turísticas e dos alimentos nos supermercados.

Sendo assim, o turista precisa estudar o custo de vida no país que deseja visitar e montar um roteiro considerando todas as despesas. Com esses dados, basta realizar a conversão das moedas.

A revista americana The Economist criou em 86 o “índice BigMac”. O guia analisa o preço do sanduíche em diferentes países em relação ao dólar. Por exemplo, em dezembro de 2021 o preço médio de um Big Mac no Brasil era de R$ 22,90. 

Considerando a cotação da época, o lanche nos EUA seria de R$ 30,85 para um brasileiro. Esse resultado mostrou uma redução no poder de compra de 25,77%. O Estadão usou o índice Big Mac para analisar o poder de compra do real em 11 países da América.

Foram considerados os EUA e mais dez países latino-americanos. De acordo com o resultado, a moeda brasileira obteve poder de compra superior em nove países. O destaque foi perante o peso colombiano, no qual 1 peso equivale a R$ 0,0012.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

A Argentina, principal país escolhido como destino pelos turistas brasileiros, o peso desvalorizou 22% ante o real. Só o Uruguai obteve um poder de compra superior ao Brasil.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.