Brasileiros estão ‘desesperados’ por renda extra; estas são as atividades mais realizadas

As pessoas estão cada vez mais “desesperadas” em busca de uma renda extra em meio a um cenário de inflação e preços altos. Esta situação é ainda pior para aqueles que já viviam com uma renda apertada. Uma pesquisa realizada pela Acordo Certo, plataforma que media negociações entre consumidores e empresas, mostrou que 70% das pessoas afirmaram querer uma renda extra. 

publicidade

Do total de participantes da pesquisa, 50% afirmaram que a razão central para esta busca  por renda extra é justamente para quitar as dívidas. Na sequência, 30% das pessoas disseram que precisam complementar a renda para que as contas fiquem em dia, uma vez que elas estão significativamente mais caras.

Já outros 17% perderam os empregos fixos, 12% tem a intenção de fazer uma reserva, ao passo que 11% querem ganhar um pouco mais para comprar algum produto que desejam. A procura por uma renda extra apenas por hobby só é a intenção de 3% dos participantes.

Cerca de 4 em cada 10 respondentes da pesquisa afirmaram já possuir alguma atividade extra. Mais da metade dos participantes (57%) passaram a procurar alternativas pelas dificuldades trazidas pela pandemia. Os trabalhos mais oferecidos para pessoas nestas situações são:

publicidade
  • venda de comida (15%);
  • atividades freelancer relacionadas a profissão (13%);
  • atividades domésticas (13%);
  • serviços de manutenção (13%);
  • venda de vestuário (12%);
  • venda de produtos de catálogo (11%);
  • motorista de aplicativo (8%);
  • serviços estéticos (8%);
  • venda de artesanato (6%);
  • entrega de produtos (5%);
  • cuidar de crianças (5%);
  • costura (4%);
  • outras (20%)

Para 82% dos participantes, o trabalho extra é indispensável para a manter a renda da casa e grande parte delas (80%) tem a intenção de manter a renda extra mesmo após ficar em dia com as contas. Mesmo que exista o desejo de seguir com o trabalho extra, mais da metade (57%) considera a atividade cansativa e desgastante.

Dicas para não se endividar

  • Anote todos os gastos mensais

Para conseguir controlar suas despesas, sempre anote tudo em um caderno ou planilha.

Desta forma você terá uma visão completa de onde o seu dinheiro está sendo gasto. Isto também te ajuda a não se perder em meio a tantos pagamentos que devem ser feitos.

  • Envolva os familiares
publicidade

Neste momento é importe contar com a colaboração da família no processo de organização de despesas. Cada morador da casa casa pode trazer idéias de como  reduzir as contas ou obter mais dinheiro, através de um trabalho extra ou da venda de artigos que não são mais usados.

  • Evite os gastos desnecessários

Neste momento de ajuste de despesas, verifique de que forma você pode economizar.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Não menospreze pequenas economias como apagar a luz ao sair de um cômodo, tomar banhos mais rápidos, utilizar o chuveiro na posição verão e juntar uma maior quantidade de roupas antes de lavar.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.