Salário mínimo não atende as necessidades do brasileiro: o que fazer para melhorar sua renda mensal?

O salário mínimo no Brasil é de R$ 1.212,00 e a proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias foi atualizada pelo Governo Federal. Agora, um novo valor para o salário mínimo de 2023, foi fixado para R$ 1.294,00.

publicidade

Mas quem vive com esse salário sabe que ele está longe de atender as necessidades mínimas, conforme última divulgação do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômico), o salário mínimo ideal seria de R$6.527,67 para o mês de junho.

Uma diferença entre o real e o ideal de R$5.315,67, valor que faz falta no orçamento das famílias brasileiras. O DIEESE faz esse cálculo do salário mínimo ideal levando em consideração os preços da cesta básica. 

Conforme último relatório do Procon-SP, a cesta básica (que inclui 28 alimentos, 6 produtos de limpeza e 5 de higiene), estava em média R$1.226,12 no mês de maio de 2022.

publicidade

Salário mínimo atual: R$1.212,00

Cesta básica: R$1.226,12

Total: A CONTA NÃO FECHA!

A conta não fecha e precisamos buscar soluções para isso

Em primeiro lugar lutar por condições mais dignas de emprego e salário, e isso deve ser feito através de políticas públicas mais eficientes – para tanto, se faz necessário acompanhar e votar naqueles políticos que apoiam causas como essa.

Em segundo lugar, podemos usar da Educação Financeira para entender saídas possíveis, para um problema que já vem de anos, afinal o salário mínimo nunca foi o suficiente para atender a demanda de quem o recebe.

Use a Educação Financeira a seu favor!

A educação financeira engloba muitos temas ligados a finanças, falamos sobre isso na semana passada aqui na coluna, um texto com 4 Dicas para ter uma Vida Financeira Saudável, mesmo ganhando pouco.

publicidade

Então se o seu salário é de R$1.212,00 (1 salário mínimo) ou mais ou menos do que isso, é importante que você tenha um controle financeiro, onde possa anotar as entradas e saídas de dinheiro e através dele possa construir um orçamento.

Com o orçamento será possível identificar o quanto de renda/salário seria o ideal  para suprir as suas necessidades no mês.

Identificando a Renda Ideal, através do Orçamento

Como estamos falando de salário mínimo, vou considerar que uma família tenha em casa duas pessoas empregadas que recebam essa renda.

publicidade

Sendo assim, a renda familiar será de R$2.424,00 por mês.

Se o orçamento for:

  • Renda Familiar: R$2.424,00
  • Alimentação: (R$1.226,12)
  • Transporte: – (R$400,00)
  • Água: – (R$60,00)
  • Luz: – (R$120,00)
  • Aluguel: – (R$500,00)
publicidade

Sobra no final para essa família o valor de R$117,88 – com esse valor é impossível viver com qualidade.

Sendo assim, avalie como está sua vida financeira hoje:

  1. Você tem despesas com itens básicos acima da sua renda? Se a resposta for sim, é preciso buscar uma nova renda.
  2. Você tem pretensão de começar a fazer investimentos? Se a resposta for sim, é preciso buscar uma nova renda.
  3. Você deseja ter mais conforto na vida? Se a resposta for sim, é preciso buscar uma nova renda.

Agora, faça um novo Orçamento, com o que você tem hoje e com o que você gostaria de ter:

publicidade
  • Renda Familiar atual: R$2.424,00
  • Alimentação: – (R$1.226,12)
  • Transporte: – (R$400,00)
  • Água: – (R$60,00)
  • Luz: – (R$120,00)
  • Aluguel: – (R$500,00)
  • Investimento mensal: – (R$150,00)
  • Estudos: – (R$350,00)
  • Diversão: – (R$500,00)

Com esse novo orçamento você precisaria de uma renda de R$3.306,12, uma diferença de  R$882,12, da renda familiar atual.

Parece muito difícil uma segunda renda nesse valor? 

publicidade

Vamos ver: R$882,12 / 21 dias = R$42,01 por dia.

Isso significa que para alcançar uma renda extra de R$882,00, será necessário que você faça uma renda extra durante 21 dias, recebendo por dia o valor de R$42,01.

Renda Extra: 4 Orientações para começar

A primeira experiência buscando uma renda extra é difícil, afinal tudo que é feito pela primeira vez pode ser desafiador, mas seguindo as orientações abaixo, com toda certeza você terá uma luz e conseguirá já terminar essa leitura colocando as orientações em prática.

publicidade

1) Cuide do seu ciclo de amigos

Tenha amigos e familiares que apoiem a ideia de uma renda extra, pode não parecer, mas ter pessoas próximas que irão te ajudar e incentivar fará com que essa jornada seja mais fácil.

Outro ponto, falar para as pessoas próximas dessa necessidade pode abrir portas, se as pessoas não sabem das suas dores elas não poderão te ajudar.

Trago aqui um exemplo pessoal, na época da faculdade eu precisava de uma renda extra e não tinha dinheiro para investir em nenhum produto para vender, após falar sobre isso com um grupo de amigos, fui indicada para ser revendedora de joias e semijoias.

Peguei uma maleta com diversas peças e pude vender para amigos próximos, familiares e via internet para pessoas que não faziam parte do meu convívio.

publicidade

Pude fazer na época quase R$300,00 mensais de renda extra, sem nenhum investimento inicial. 

Então abra o jogo com quem está perto de você. Hoje você pode ser ajudado e amanhã você pode ajudar.

2) O que posso fazer? 

publicidade

É ideal que você identifique suas habilidades, entenda aquilo que você faz bem e entenda como essa habilidade pode ser remunerada, veja algumas opções:

Vendas – Objetos parados, é dinheiro parado: 

Se você se comunica bem e convive com muitas pessoas (fisicamente ou nas redes sociais), vender pode ser algo fácil para você.

publicidade

Olhe para sua casa e veja os objetos que não tem mais utilidade, pesquise na internet o valor de um novo e precifique (ato de dar um preço), por qual valor você poderia vender esse objetivo?

Saiba que existe um mercado muito forte de itens de segunda mão, ou seja, de compra de produtos usados – tanto que não é à toa o sucesso de sites como mercado livre, OLX, Enjoei, Facebook, Instagram entre outros.

Mas, caso você não tenha nada na sua casa que possa vender, converse com amigos e familiares – vou dar aqui mais um exemplo: 

No começo do ano de 2022 eu precisei vender o meu carro, por não ter tempo de fazer isso, falei com um amigo que estava em busca de uma segunda renda.

E nossa negociação foi a seguinte: Eu precisava de R$32 mil reais e qualquer valor acima disso seria dele, uma comissão pela venda e trabalho de divulgar na internet a venda do carro.

Por fim, ele vendeu por R$34 mil e ficou com R$2 mil reais de comissão. Este é um exemplo clássico de aproveitar as oportunidades: a renda foi feita em pouco tempo e usando as redes sociais, no caso o facebook.

Se o seu perfil não é vender pense em como transformar suas habilidades em   dinheiro: dar aulas, fazer faxina, organizar ambientes, cuidar de pets, cozinhar marmitas ou docinhos, revisar textos de faculdade, maquiagem, cabelo, unhas.
Freelancer desde conserto de computador até trabalhar em eventos, restaurantes e baladas.

As opções são infinitas, escolha um e coloque seu plano em ação..

3) Use as redes sociais ao seu favor

As redes sociais tinham como propósito inicialmente tornar mais fácil a comunicação entre as pessoas, porém podemos dizer que são as maiores e melhores ferramentas de divulgação e vendas disponíveis atualmente.

Aprenda como usar as redes Facebook, Instagram, Whatsapp para falar com as pessoas e divulgar o seu trabalho. Hoje um simples vídeo no Reels do Instagram pode alcançar centenas e até milhares de pessoas, use e abuse desse alcance. 

Pense que usar as redes sociais é como pescar: Se você vende batendo de porta em porta é como pescar com uma vara, se você vende pelas redes sociais é como pescar usando uma rede gigantesca, o seu alcance será enorme se bem feito.

Assista vídeos e leia matérias que possam te ajudar a usar as redes a favor da sua renda extra.

4) Não tenha vergonha: Quem não se comunica não faz dinheiro

É o tabu, a “dinheiro fobia” – Quantas pessoas (se isso não ocorre com você), tem vergonha de dizer que precisam de uma segunda renda, ou tem vergonha de pedir aumento de salário.

A Educação financeira tem o papel de acabar com esse tabu, e como Educadora e Consultora financeira busco sempre mostrar como esse medo de falar de dinheiro pode levar as pessoas para o caminho de grandes dificuldades.

Não esqueça que vivemos em comunidade e muitas pessoas passam por problemas financeiros, se todos se ajudarem, podemos juntos buscar soluções mais concretas.

Então se você acredita no seu trabalho, naquilo que você é realmente bom vá em frente.

Fale com as pessoas, apresente sua proposta, divulgue nas redes sociais, na igreja, nos eventos familiares, pense que a facilidade que você está oferecendo pode sim ser a facilidade que alguém está procurando.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Afinal, a vida acontece e não podemos ficar esperando um salário mínimo com base no DIEESE.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!