Servidores do INSS estão de greve; descubra o motivo e qual a previsão para o retorno dos atendimentos

Os servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já estão em greve há mais de 50 dias. Manifestações têm sido realizadas em várias cidades do país para reforçar os clamores. Por hora, ainda não há previsão de retorno normal às atividades. 

Entenda porque os segurados do INSS estão de greve e qual a previsão para o retorno dos atendimentos
Entenda porque os segurados do INSS estão de greve e qual a previsão para o retorno dos atendimentos. (Imagem: FDR)

Enquanto isso, os segurados do INSS sofrem os efeitos dessa greve. E como uma tentativa de driblar a situação, o Ministério do Trabalho e Previdência instrui os segurados que tinham serviços agendados nestes últimos dias em que o instituto está em greve para que façam o reagendamento do atendimento. 

É importante explicar que, de toda forma, o órgão irá considerar na data original registrada como data de entrada do requerimento para seguir com os atendimentos e evitar prejuízo financeiro aos segurados. 

No caso específico dos segurados do INSS submetidos à perícia médica, a remarcação do procedimento deve ser feita pelo Meu INSS, tanto pelo site quanto pelo aplicativo. O procedimento é bem simples, basta escolher o meio pelo qual deseja fazer o reagendamento e seguir o passo a passo descrito. Observe. 

Meu INSS – aplicativo 

  • Acesse o aplicativo “Meu INSS”; 
  • Informe o CPF e a senha e vá em “Entrar”;
  • Em “Para você”, clique em “Agendar perícia”;
  • Escolha a opção “Remarcar perícia” e clique em “Selecionar”;
  • Abrirá uma nova tela para escolher local e data; siga as orientações do programa;
  • Anote as informações ou tire um print da tela para não perder o novo dia de agendamento do exame médico;

Meu INSS – site 

  • Acesse o site Meu INSS;
  • Clique em “Entrar com gov.br”;
  • Informe o CPF e vá em “Continuar”; digite sua senha e acesse “entrar”;
  • Na faixa azul, em cima, clique em “Serviços”;
  • Depois, vá em “Benefícios”, em “Auxílio-doença” e, em seguida, em “Agendar perícia”;
  • Clique em “Perícia” e escolha “Remarcar perícia”; depois, vá em “Selecionar”;
  • Informe um número de documento, digite os caracteres da tela e vá em “Avançar’;
  • O sistema vai localizar o seu agendamento; basta seguir as orientações e reagendar o atendimento;

Central de Atendimento – telefone 

  • Disque 135;
  • Após o sistema atender, digite seu CPF ou da pessoa para a qual você quer reagendar o exame médico;
  • Em seguida, será informado o número do protocolo; anote-o;
  • Se quiser que o número seja repetido, tecle 1; caso contrário, aguarde na linha;
  • Disque 0 para falar com um (a) atendente;
  • Virá a informação de que a chamada será gravada;
  • Em seguida, um funcionário atenderá o telefone;
  • Informe para a (o) atendente que quer remarcar a perícia;
  • Anote as informações que forem passadas;

O protesto foi iniciado visando chamar a atenção do Governo Federal para as demandas da autarquia, melhorando a estrutura física e administrativa dos atendimentos.

Os servidores do INSS também clamam por reajuste salarial, diante da alegação que a remuneração não condiz com tamanhas responsabilidades. Segundo os trabalhadores do instituto, a reposição salarial está acumulada há três anos. 

Uma outra alternativa vista como necessária na distribuição das demandas e que também é aclamada pelos servidores do INSS é a abertura de um novo concurso público para recompor o efetivo. As melhores condições de trabalho já são uma parte constante desta pauta que vem à tona eventualmente.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.