Conta de luz fica mais cara e encarece preço da carne; entenda a relação

As contas de energia são as despesas mais pesadas para os consumidores, mesmo após o término do prazo de vigência da bandeira de escassez hídrica. Esta não é uma situação preocupante somente para os consumidores residenciais. Inclusive, é a energia é responsável pelo encarecimento da carne

Um exemplo é o encarecimento da carne de porco, conhecida por ser uma das mais baratas. Mas no acumulado de 12 meses, o item teve uma alta de 4,94%. A informação foi divulgada ainda em outubro do ano passado, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), e a situação se mantém até hoje. 

Na verdade, desde então a produção desta carne ocorre em meio ao orçamento no vermelho. O resultado geral foi que 20% dos produtores da área abandonaram a atividade, além de deixarem parcerias com grandes indústrias. O prejuízo gira em torno do alto custo com milhões, farelo de soja e energia para aquecer os leitões recém-nascidos. 

Para isso, as granjas têm uma caixa de luz ao lado do espaço onde a mãe deveria ficar originalmente, onde os bebês podem se esquentar. O ideal é que a temperatura permaneça acima dos 30°C, uma etapa essencial para evitar a morte dos porcos.

Enfrentando uma situação financeira mais difícil, Michels decidiu cessar as atividades enquanto ainda tem algum dinheiro e quitar a dívida em torno de R$ 500 mil. 

Um outro exemplo são as carnes vermelhas, comumente usadas em churrascos, as quais tiveram um aumento na margem de 11,8% nos últimos 12 meses. Um exemplo é a picanha, o corte mais tradicional e também a que teve o maior aumento, na margem de 17%. 

Já o filé mignon, teve uma queda em abril, apesar de ter voltado a encarecer na margem de 27% no acumulado de 12 meses. Por fim, a alcatra registrou um aumento de 14,3% e o contra filé de 13%. 

Especialistas reconhecem a queda no consumo da carne vermelha e a substituição por itens alternativos devido ao aumento no preço dos alimentos combinado ao desemprego em alta. É importante levar em consideração também a inflação bantendo recordes, a desigualdade aumentando e os mais pobres são os que mais sofrem em meio a este cenário.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.