Site do Banco Central volta a disponibilizar consulta de ‘dinheiro esquecido’

Após passar por instabilidade devido ao alto número de acessos, o Banco Central do Brasil (BCB) voltou a liberar uma página direcionada exclusivamente para a consulta de ‘dinheiro esquecido’. O novo link para consulta a partir desta segunda-feira, 14 é o valoresareceber.bcb.gov.br.

De acordo com o Banco Central, existe uma quantia estimada em R$ 8 bilhões deixados pelos brasileiros nos bancos. Do total de ‘dinheiro esquecido’, R$ 4 bilhões serão distribuídos na primeira etapa do programa. Cerca de 24 milhões de pessoas físicas e jurídicas serão contempladas. Os valores consistem em:

  • Contas-correntes ou poupança encerradas com saldo disponível;
  • Tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, desde que a devolução esteja prevista em Termo de Compromisso assinado pelo banco com o Banco Central;
  • Cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito; e
  • Recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

O cidadão interessado em realizar a consulta sobre ‘dinheiro esquecido’ deve seguir este passo a passo:

  • Acesse o site https://valoresareceber.bcb.gov.br/;
  • Segundo o Banco Central, os clientes precisam do CPF, no caso das pessoas físicas, e do CNPJ, no caso das empresas, para consultar a existência de recursos para saque;
  • A página vai informar uma data para consultar os valores e solicitar o saque – anote esta data;
  • Na data informada, retorne à página https://valoresareceber.bcb.gov.br/;
  • Use seu login gov.br para acessar o sistema (clique aqui para ver como fazer o cadastro);
  • Após o acesso, consulte o valor e solicite a transferência.

É importante explicar que as datas informadas pelo Banco Central são agendadas com base no ano de nascimento do cidadão ou da criação da empresa. Veja o calendário abaixo e saiba quando poderá receber o ‘dinheiro esquecido’:

Data de nascimento ou de criação da empresa Período de agendamento – da consulta e resgate Data de repescagem – para quem perder a data agendada
Antes de 1968 De 7 a 11 de março 12 de março
Entre 1968 a 1983 De 14 a 18 de março 19 de março
Após 1983 De 21 a 25 de março 26 de março

Vale destacar que a consulta pode ser feita a qualquer instante. No entanto, se o cliente não fizer um novo acesso na data e período informados na tabela acima, ele será direcionado à repescagem no sábado, que funcionará durante todo o dia das 04h às 24h.

Se ainda assim, quem perder o sábado de repescagem, terá uma nova oportunidade para solicitar o resgate do ‘dinheiro esquecido’ somente a partir do dia 28 de março em diante.

Na oportunidade o Banco Central reforçou que não é preciso se preocupar, pois “mesmo se você não consultar ou solicitar o resgate do saldo existente em todas essas datas, ele continuará guardado à espera”, informou.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.