Capes terá aumento de 17% no orçamento; expectativa é de zerar déficit de bolsas

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) anunciou um aumento de 17% do orçamento previsto para 2022. Esse aumento anunciado é em relação ao ano anterior e tem como intuito acabar com o déficit de bolsas existentes.

A  Capes está vinculada ao Ministério da Educação e Cultura (MEC). Segundo a agência governamental, os recursos que eram de R$ 3,14 bilhões no ano passado aumentaram para R$ 3,68 bilhões neste ano.

Sendo assim, ao todo, houve um acréscimo de R$ 540 milhões ao orçamento destinado ao Capes. Esse acréscimo irá garantir o pagamento da formação de professores.

Além disso, a quantia ajudará no pagamento de bolsas de pós-graduação stricto sensu, ou seja, dos cursos de mestrado e doutorado em todo o país. Com isso, é esperado que o déficit existente hoje possa ser zerado.

O aumento dos recursos surgiu graças aos esforços do Ministério da Educação e Cultura. Agora, espera-se a sanção presidencial do valor, que deve acontecer por meio do projeto de lei do Congresso Nacional o PLN 19/2021.

Segundo Cláudia Queda de Toledo, presidente da Capes, o valor permitirá resolver os problemas de pagamento das bolsas de pós-graduação. Assim, será zerado o déficit de bolsas dos cursos de mestrado e doutorado.

A presidente da Capes ressaltou que agora, no começo de 2022, será superado o problema dos últimos três meses de 2021. Ou seja, o pagamento das bolsas de formação de professores da educação básica, que ainda não havia sido feita, será realizado.

Em 2021, a Capes foi obrigada a esperar a aprovação de projetos de lei no Congresso Nacional para poder receber suplementação orçamentária para pagar os Programas de Formação de Professores de Formação Básica. O mesmo aconteceu para o pagamento de bolsas para cursos de pós-graduação.

Toledo reforça que irá continuar os esforços para melhorar ainda mais o orçamento da agência governamental. Ela ressaltou ainda que graças ao aumento do orçamento desse ano o déficit foi zerado.

Além disso, segundo a presidente, esse orçamento irá garantir o pagamento das bolsas de pós-graduação de mestrado e doutorado de todo país. Além disso, será possível arcar com o pagamento de bolsas voltadas para as formações dos professores da educação básica.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.