Plataforma levanta quais empresas deverão pagar mais dividendos em 2022; confira

Ao entrar na Bolsa de Valores, os investidores buscam formas de obter lucros. No longo prazo, uma forma de ter ganhos é por meio de dividendos. Conheça quais empresas deverão pagar mais dividendos em 2022, segundo levantamento da Economatica.

publicidade
Plataforma levanta quais empresas deverão pagar mais dividendos em 2022; confira
Plataforma levanta quais empresas deverão pagar mais dividendos em 2022; confira (Imagem: Montagem/FDR)

Os dividendos representam o pagamento de uma parte dos lucros da empresa aos seus acionistas. A plataforma de investimentos Economatica realizou um levantamento de 23 ações com maior potencial de pagamento de dividendos, ou dividend yield (DY), neste ano.

O estudo possui ações com estimativa de retorno com dividendos acima de 9,25% em 2022. O valor foi decidido pela plataforma com base na taxa Selic atual, de 9,25% ao ano.

publicidade

Para realizar o levantamento, foram consideradas somente as companhias listadas na Bolsa com volume financeiro médio diário acima de R$ 5 milhões por dia em 2021 — tendo apresentado lucro em 2020 e nos nove primeiros meses de 2021.

A estimativa do dividend yield considerou a cotação das ações no último dia de pregão em 2021.

Quais empresas deverão pagar mais dividendos em 2022

Dentre as ações listadas, o setor de energia elétrica lidera a lista, com cinco papéis. Logo após, aparecem os segmentos de siderurgia e minerais metálicos, com três ações.

Os setores de incorporadoras e de exploração, refino e distribuição contam com dois papéis cada. Ainda há outros oito setores com um papel cada.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

  1. Bradespar ON (BRAP3): DY projetado de 44,53%
  2. Bradespar PN (BRAP4): DY projetado de 42,69%
  3. Met. Gerdau PN (GOAU4): DY projetado de 20,39%
  4. Petrobras PN (PETR4): DY projetado de 19,87%
  5. Vale ON (VALE3): DY projetado de 18,77%
  6. Copel PNB (CPLE6): DY projetado de 18,67%
  7. Petrobras ON (PETR3): DY projetado de 18,41%
  8. Copel ON (CPLE3): DY projetado de 17,86%
  9. Unipar PNB (UNIP6): DY projetado de 14,96%
  10. CPFL ON (CPFE3): DY projetado de 13,80%
  11. Lavvi ON (LAVV3): DY projetado de 13,10%
  12. Qualicorp ON (QUAL3): DY projetado de 12,96%
  13. Marfrig ON (MRFG3): DY projetado de 12,93%
  14. Even ON (EVEN3): DY projetado de 12,61%
  15. Taesa UNIT (TAEE11): DY projetado de 12,38%
  16. Portobello ON (PTBL3): DY projetado de 11,70%
  17. Gerdau PN (GGBR4): DY projetado de 11,26%
  18. Banrisul PNB (BRSR6): DY projetado de 10,70%
  19. Cemig PN (CMIG4): DY projetado de 10,44%
  20. Dexco ON (DXCO3): DY projetado de 10,42%
  21. Grendene ON (GRND3): DY projetado de 10,01%
  22. B3 ON (B3SA3): DY projetado de 9,95%
  23. Usiminas PNA (USIM5): DY projetado de 9,40%

De acordo com a Economatica, o levantamento considera metodologia totalmente quantitativa. Diante disso, a plataforma recomenda que seja feita uma análise mais detalhada das companhias — que essa pesquisa não considera — antes de realizar qualquer aplicação financeira.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.