Carteira Valor seleciona as 10 melhores ações para janeiro; confira

Na primeira seleção de 2022, a Carteira Valor foi composta, em grande parte, por empresas do segmento de commodities. A mineradora Vale segue na liderança da lista. Conforme recomendações das corretoras participantes, conheças as 10 melhores ações para janeiro.

publicidade
Carteira Valor seleciona as 10 melhores ações para janeiro; confira
Carteira Valor seleciona as 10 melhores ações para janeiro; confira (Imagem: Montagem/FDR)

10 melhores ações para janeiro da Carteira Valor

A Carteira Valor é composta pelas perspectivas das seguintes corretoras: Ativa, Ágora, BB Investimentos, Banco Inter, CM Capital, Elite, Genial, Guide, Mirae, Modalmais, MyCap, Nova Futura, Órama, Planner, Safra, Santander, Terra, Toro, Warren e XP Investimentos.

Vale ON (VALE3): 12 indicações

Conforme analistas da Órama, a recuperação das economias mundiais deve proporcionar novo ciclo de commodities — em especial, o minério de ferro. Também foi destacado o pagamento de dividendos semestrais robustos.

publicidade

Gerdau PN (GGBR4): 6 indicações

O analista Alexandre Marques Filho, da Elite Investimentos, alega que a diversificação geográfica da empresa é um dos diferenciais.

Ele destaca a liderança da companhia no setor de ações longos nas Américas. A Gerdau ainda é uma das principais fornecedoras de ações especiais do planeta para o setor automotivo.

Itaú Unibanco PN (ITUB4): 4 indicações

Segundo Régis Chinchila, da Terra Investimentos, o Itaú está presente em 18 países do mundo. Ele ainda destacou a implantação de estratégias de digitalização e expansão de canais digitais — para obter mais eficiência.

Bradesco PN (BBDC4): 4 indicações

Os analistas da Nova Futura alegam que o cenário de juros mais altos pode favorecer o setor financeiro, como o Bradesco. Isso porque há aumento dos ganhos.

Petro Rio ON (PRIO3): 4 indicações

De acordo com analistas da MyCap, a companhia pode ser uma opção de exposição ao segmento de petróleo e gás — sem tantas incertezas causadas por interferência governamental ou riscos políticos.

Petrobras PN (PETR4): 3 indicações

No terceiro trimestre de 2021, a Petrobras teve um lucro líquido de R$ 31,14 bilhões. O mercado recebeu positivamente a forte retomada dos valores do petróleo no mercado internacional e o volume maior de vendas. Também foi destacado a redução da dívida bruta da companhia.

publicidade

Magazine Luiza ON (MGLU3): 3 indicações

Os analistas da Warren destacam que as ações de varejos, como a Magalu, foram afetadas no último ano, em meio a questões macroeconômicas.

Contudo, dados da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) indicam que as vendas nos centros de compras do Natal de 2021 teve uma alta de 10% em comparação ao Natal de 2020.

Também foi destacado que as vendas on-line no varejo seguem crescendo. Os analistas ainda apontam que houve uma diminuição na projeção do IPCA.

publicidade

Suzano Papel ON (SUZB3): 3 indicações

Os analistas da Ágora Investimentos afirmam que a empresa é uma boa escolha por se favorecer de um real mais fraco. A companhia tem subsidiárias em variados países. Eles ainda ressaltam que o setor de papel e celulose deve seguir com demandas fortes — e elevar os valores da commodity.

Vibra ON (VBBR3): 3 indicações

Conforme os analistas da Ágora, destacam a estratégia da Vibra — de crescimento e diversificação nos seus empreendimentos. Eles ressaltam os processos de fusões e aquisições da empresa.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Copel PNB (CPLE6): 3 indicações

Os analistas da Warren alegam que a Copel vem apresentando baixa volatilidade há, pelo menos, um ano. Segundo eles, isso indica que o ativo é pouco impactado pelo noticiário turbulento.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.