Abertura de pequenas empresas tem melhor número desde 2018

Até então, o ano com o maior número de abertura de pequenas empresas havia sido em 2018. No entanto, 2021 conseguiu bater um novo recorde através de um crescimento na margem de 30%. Somente neste ano foram abertos 3.782.437 novos negócios.

Os dados foram apurados junto ao Governo Federal por meio de uma pesquisa feita pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). No levantamento foi possível mostrar que um dos setores que se tornaram destaque foi o de tecnologia, se consolidando como uma tendência que deve se manter em 2022.

Ao analisar os dados foi possível observar que o motivo da abertura de tantas pequenas empresas no setor de tecnologia está voltado à necessidade de digitalização de uma diversidade de negócios no decorrer da pandemia.

Isso porque, apesar de já ser um fato que tem sido evidenciado há anos, somente durante a crise sanitária quando as empresas tiveram que fechar as portas que surgiu a consciência sobre um mercado digital.

De acordo com a pesquisa, sete em cada dez empresas migraram para o universo digital. Em áreas como da tecnologia da informação, manutenção e marketing, houve um crescimento expressivo em 2021, com a expectativa de um crescimento ainda maior em 2022. 

Na oportunidade, o gerente de competitividade do Sebrae, Cesar Rissete, disse que em decorrência da digitalização das empresas combinada ao aumento do uso de tecnologia pelos consumidores, a tendência é para que este crescimento se mantenha. 

O levantamento do Sebrae ainda evidenciou que a digitalização das pequenas empresas deve continuar mesmo com o retorno presencial de mais de 85% delas. A manutenção deve acontecer como um canal de promoção, de divulgação, de exposição e de comercialização. Essa tendência leva o pequeno empresário a se destacar no mercado em virtude da reputação e exposição na internet. 

“A combinação entre ambiente físico e digital é fundamental para que os pequenos negócios se destaquem e estejam sempre à frente dos demais”, destacou Rissete.

Mas o setor de tecnologia não é o único promissor entre as pequenas empresas, pois existem outros segmentos que também devem crescer em 2022, como as atividades direcionadas à população idosa, que têm mudado o perfil de consumo por todo o país. 

Em conjunto ao aumento da população mais idosa estão os nichos com oportunidades específicas em áreas como saúde, bem-estar, atividades físicas, turismo e serviços em geral.

Outro segmento que tem mostrado grande potencial de crescimento é o de pets, alavancado pelo aumento no número de animais domésticos. Veja a seguir o número de pequenas empresas abertas desde 2018 segundo o Painel Mapa de Empresas do Governo Federal:

  • 2018: 2.632.995;
  • 2019: 3.168.739;
  • 2020: 3.363.020.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.