Como entender meu holerite? Confira as principais informações que você deve se atentar

Pontos-chave
  • Holerite, entenda o que é e qual a sua função;
  • Benefícios e impostos são registrados no documento;
  • Trabalhador deve fazer acompanhamento mensal de seus repasses.

Brasileiros precisam ter conhecimento sobre documento que valida o pagamento de seus salários. Quem atua de carteira assinada já ouviu falar sobre a holerite. Trata-se do registro de acompanhamento do serviço prestado pelo cidadão. Ela é a popular folha de pagamento, responsável por monitorar os repasses do FGTS, INSS e mais. Conheça sobre.

publicidade
Como entender meu holerite? Confira as principais informações que você deve se atentar (Imagem: Agência Brasil)
Como entender meu holerite? Confira as principais informações que você deve se atentar (Imagem: Agência Brasil)

A holerite é o nome concedido para a folha de pagamento do trabalhador. Ela funciona como um documento onde são detalhadas todas as parcelas (salários) pagos mensalmente para o cidadão. Em seu texto, é possível identificar os valores referentes ao FGTS, INSS, IR e demais tarifas do regime CLT.

Valores e lançamentos apontados na holerite

O documento registra os repasses de todos os benefícios trabalhistas e também cobranças tributárias. De modo geral, ele apresenta informes sobre os seguintes pontos:

publicidade
  • FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço)
  • INSS (Instituto Nacional do Seguro Social)
  • IR (Imposto de Renda)
  • DSR (Descanso Semanal Remunerado)
  • Férias
  • Décimo terceiro salário
  • Auxílio-doença
  • Salário-família
  • Licenças maternidade e paternidade
  • RAT (Risco Ambiental do Trabalho)
  • Salário educação
  • Vale refeição
  • Vale transporte
  • Atrasos/faltas

Como calcular o FGTS na folha de pagamento?

O FGTS é pago mensalmente a partir do salário do cidadão. A cada depósito do empregador, 8% da renda total é descontada e repassada para o fundo de garantia. A alíquota do FGTS, por sua vez, é de 2%.

É válido ressaltar que o repasse dos 8% para o governo federal é de responsabilidade exclusiva da empresa. Caso não haja o registro das contribuições, o cidadão tem o direito de entrar na justiça de pode receber uma rescisão de até 40% sobre o valor total de sua conta.

Descontos do INSS na Folha de pagamento

Com relação ao INSS, todo mês há um repasse financeiro para o governo de modo que garanta ao cidadão o direito aos seguintes benefícios:

  • Aposentadoria (seja por tempo de contribuição, por idade e também nos casos de aposentadoria por invalidez);
  • Auxílio-doença;
  • Salário-maternidade;
  • Salário-família;
  • Pensão no caso de morte; entre outros.

Detalhes sobre o cálculo do Imposto de Renda

No caso do IRPF, o cidadão que trabalha de carteira assinada tem um valor descontado todo mês. A quantia varia de acordo com sua renda bruta, mas leva em consideração os seguintes critérios aplicados pela Receita Federal:

publicidade
  • Os colaboradores que recebem mensalmente o salário de até R$1.999,00 estão isentos do IR;
  • Os colaboradores que recebem mensalmente a faixa salarial de R$1.999,00 a R$2.967,00: alíquota de 7,5%;
  • Os colaboradores que recebem mensalmente a faixa salarial de R$2.967,00 a R$3.938,00: alíquota de 15%;
  • Os colaboradores que recebem mensalmente a faixa salarial de R$3.938,00 a R$4.987,00: alíquota de 22,5%;
  • Os colaboradores que recebem acima de R$4.987,00: alíquota de 27,5%.

Vale refeição é descontado?

Depende, em alguns casos o empregador pode fazer o desconto direto. No entanto, é preciso que a empresa esteja cadastrada no Programa de Alimentação do Trabalho – PAT. Nessa situação, há um repasse de 20% em cima do salário bruto.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Como funciona o vale transporte?

No caso do vale transporte, a parcela é paga pelas empresas em caráter obrigatório. O benefício tem uma alíquota de 6% calculada com base no salário bruto.

publicidade

Principais erros identificados na folha de pagamento

  • Datas de pagamento e emissão da folha: O pagamento dos salários deve ocorrer até o 5º dia útil do mês, data limite para a emissão da folha de pagamento.
  • Desconsideração das parcelas extras na folha de pagamento: A hora trabalhada deve receber ao menor 50% de adicional. Caso as horas extras tenham sido realizadas em feriado ou em dia destinado ao descanso semanal remunerado, por outro lado, o adicional é de 100%.
  • Esquecimento de impostos que incidem sobre a folha: são diversos os impostos e taxas que são cobrados na folha de pagamento, de acordo com o cargo e salário.
  • Erros nos cálculos: A folha de pagamento pode conter erros que são advindos de problemas na digitação ou mesmo da consideração de uma faixa salarial errônea para o cálculo de descontos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!