Evasão escolar preocupa estados, que irão oferecer bolsa merenda para reduzir número

Governos avaliam concessão de bolsa merenda como forma de conter evasão escolar. Após a pandemia do novo coronavírus, o número de alunos que abandonaram os estudos passou a crescer consideravelmente. Na rede pública, o cenário é ainda mais grave, tendo em vista que se trata da população mais vulnerável. Abaixo, entenda as estratégias para reverter esse cenário.

publicidade

Nos últimos meses, milhares de alunos ficaram sem ir para as escolas devido a pandemia do novo coronavírus. Um levantamento realizado pelo UOL pode revelar a preocupação dos governos estaduais em reverter esse cenário de evasão estudantil. Desse modo, a bolsa merenda passará a ser concedida como um estimulo para retorno.

Bolsa merenda

Ao entrar em contato com os governos estaduais, a equipe do UOL informou que diversos gestores estão trabalhando na possibilidade de concessão de uma bolsa merenda. A medida objetiva estimular os familiares a matricularem os estudantes.

Dos 15 estados ouvidos, 5 já estão com um projeto em funcionamento. Similar ao bolsa família, ele concede café da tarde, jantar e uma ajuda de justo para quem está em situação de vulnerabilidade.

publicidade

Há regiões, como na Bahia, que cada aluno receber R$ 150 para ajudar nas despesas de casa. Além do valor, foi aprovado também o projeto Mais Estudo que paga mais R$ 100 para quem se candidatar como monitor e dar aula de reforço.

Evasão escolar é um desafio para 2022

De acordo com o levantamento realizado pelo programa Todos Pela Educação, cerca de 244 mil jovens de 6 a 14 anos deixaram de estudar durante a pandemia. Esse grupo passou a abandonar os estudos a partir do segundo trimestre deste ano, registrando um aumento de 171% em comparação com 2019.

As pesquisas indicam ainda que diante desse cenário, o Brasil retrocedeu em 20 anos no que diz respeito ao desenvolvimento educacional dos jovens. Segundo Anna Helena Altenfelder, presidente do Conselho de Administração do Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária), o país terá o grande desafio de estimular o retorno as salas de aula.

Os últimos dados do Cenpec revelaram que o número de alunos sem acesso à escola no Brasil aumentou de 1,1 milhão em 2019 para 5,1 milhões no ano passado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!