Vale merenda: Quais estados e cidades continuam pagando auxílio?

Pontos-chave
  • Estados e prefeituras mantêm vale merenda para estudantes da rede pública;
  • Famílias de baixa renda com aulas suspensas estão sendo contempladas;
  • Minas Gerais, Macapá e demais regiões liberam novas mensalidades.

Estudantes da rede pública têm direito ao vale merenda. Com a permanência do novo coronavírus, milhares de crianças e adolescentes brasileiras passaram a receber a merenda escolar em suas casas. Devido a suspensão das aulas presenciais, governos estaduais e prefeituras criaram benefícios para garantir a nutrição.

Vale merenda: Quais estados e cidades continuam pagando auxílio?(Imagem: A Lavoura)
Vale merenda: Quais estados e cidades continuam pagando auxílio?(Imagem: A Lavoura)

Há mais de um ano o Brasil enfrenta a pandemia do novo coronavírus. Para os estudantes, além da suspensão das aulas, a não concessão da merenda passou a ser um grande problema. Objetivando minimizar os impactos da pandemia, diversos estados criaram o vale merenda.

O que é o vale merenda e como ele funciona?

De modo geral, trata-se de um benefício social que tem como finalidade garantir a alimentação dos estudantes da rede pública de ensino. Aqueles que tiveram as aulas suspensas por causa da covid-19 e ficaram sem acesso as refeições escolares, passaram a ter o direito de receber uma ajuda de custo para a manutenção da feira.

Qual o público alvo do auxílio merenda?

É válido ressaltar que as regras de concessão variam de acordo com cada região. Por não ser um benefício garantido pelo governo federal, os estados e prefeituras são os responsáveis por determinar os critérios de inclusão, valores e durabilidade. No entanto, seu público geral é comporto por:

  • Alunos das escolas municipais e estudais
  • Pais dos estudantes matriculados nas instituições acima
  • Famílias de baixa renda em situação de vulnerabilidade social

Detalhes sobre o vale merenda em Minas Gerais

Para quem reside em Poço de Caldas, nessa segunda-feira (30), o Vale Merenda Escolar passou a ser entregue. Seu valor mensal é de R$ 140, concedido em duas parcelas. De acordo com os informes da prefeitura, cerca de 17.240 alunos da Rede Municipal de Ensino serão contemplados.

O valor é repassado através de um cartão magnético que permite com que os responsáveis possam utiliza-lo nos estabelecimentos locais para a aquisição de alimentos.

Os cartões do Vale Merenda serão entregues e já com o crédito total, referente aos meses de agosto e setembro, somando a quantia de R$ 140. É a continuação de um projeto amplo dentro do Recupera Poços, juntamente com o Auxílio Emergencial e o Poços Juro Zero, que temos avançado”, destacou o prefeito Sérgio Azevedo (PSDB).

Para poder ter acesso é preciso ir até a unidade de ensino e solicitar o cadastramento.

Vale merenda de São Paulo

Na capital paulistana, o vale merenda também foi ofertado. Durante o mês de agosto, a prefeitura passou a repassar as mensalidades de R$ 366 para cada família. No entanto é preciso ficar atento, pois há divisão de grupos.

Os alunos dos CEIs (Centros de Educação Infantil) recebem R$ 101. Os alunos das EMEIs (Escolas Municipais de Educação Infantil) recebem R$ 63 e os estudantes do ensino fundamental, R$ 55. Ao todo, o programa contou com um investimento de R$ 75,7 milhões.

Os responsáveis receberam as mensalidades através de cartões magnéticos também entregues pelas instituições de ensino.

Quem tem direito?

  • Todos estudantes regularmente matriculados na Rede Municipal de Ensino de São Paulo

Valores:

  • Alunos de creches: R$101,00
  • Alunos de EMEIs (Escola Municipal de Educação Infantil): R$ 63,00
  • Alunos de EMEFs (Escola Municipal do Ensino Fundamental): R$ 55,00
Vale merenda: Quais estados e cidades continuam pagando auxílio? (Imagem: Reprodução/Google)
Vale merenda: Quais estados e cidades continuam pagando auxílio? (Imagem: Reprodução/Google)

Alunos de Macapá são contemplados

Na última terça-feira (25), os alunos de Macapá também foram contemplados com o cartão merenda. Todos os estudantes da rede municipal terão acesso ao abono desde que comprovem vinculação educacional.

A concessão será feita através de um cronograma onde os responsáveis deverão fazer as solicitações nos próprios centros de ensino. Na hora do cadastro, é preciso exibir um documento oficial com foto e comprovante de matricula atual. O valor total varia de acordo com a quantidade de estudantes por família e faixa etária.

Demais regiões

Estados como o Rio de Janeiro, Pernambuco, Bahia, entre outros, encerraram recentemente o cronograma de depósitos. Para se certificar se pode ou não ser um contemplado, entre em contato com a escola de seu filho.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 7

Vale merenda: Quais estados e cidades continuam pagando auxílio?

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA