Em 2022, Selic pode chegar à 11,5% ao ano, de acordo com pesquisa da Focus

Os economistas do mercado financeiro elevaram a projeção da Taxa Selic para o fim de 2022, após o Copom (Comitê de Política Monetária) adotar uma linguagem mais firme no comunicado deste mês. A mediana subiu de 11,25% para 11,50%. Há um mês, estava em 11%.

publicidade

Quando consideramos somente as 48 respostas nos últimos cinco dias úteis, a projeção para a Taxa Selic no fim do ano que vem cresceu de 11,25% para 11,50%.

Após a última reunião do Copom na semana passada, quando a Selic subiu 1,50 ponto percentual, indo de 7,75% para 9,25% ao ano, o Comitê sinalizou que mais um aumento no mesmo patamar aconteceria em fevereiro, elevando a Selic para 10,75%.

O Copom ainda deixou em aberto uma nova aceleração ao dizer que “os passos futuros da política monetária poderão ser ajustados para assegurar a convergência da inflação para suas metas”.

publicidade

Também foi indicado pelo Copom que a estratégia de aperto monetário será mantida “até que se consolide não apenas o processo de desinflação como também a ancoragem das expectativas em torno de suas metas”, devido a preocupação com a elevação das projeções de inflação e o risco de descolamento da inflação a longo prazo.

No último Boletim Focus divulgado hoje, 13, foi mantida a projeção da taxa básica de juros para os próximos anos.

O boletim estima que a Selic no fim de 2023 permaneça em 8,00%, ante 7,75% há quatro semanas atrás. Já para 2024, é estimado 7,00%, ante a mesma taxa de um mês atrás.

Copom

A cada 45 dias acontece uma reunião do Copom. Na primeira etapa, são realizadas as apresentações técnicas sobre a evolução e as projeções das economias brasileira e global e o movimento do mercado financeiro.

Já na segunda etapa, os membros do Copom, composto pela diretoria do BC, apreciam as possibilidades e definem a Selic.

Selic

No Brasil, a taxa Selic é a taxa média ajustada dos financiamentos diários apurados no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia para títulos federais.

publicidade

Ela é obtida mediante o cálculo da taxa média ponderada e ajustada das operações de financiamento por um dia, rastreadas em títulos públicos federais e cursadas no referido sistema ou em câmaras de compensação e liquidação de ativos, na forma de operações compromissadas

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.