13° salário e férias podem ser liberados no fim do ano; como lidar com grana extra?

Pontos-chave
  • 13º salário é pago até o dia 20 de dezembro;
  • Trabalhadores podem solicitar férias ainda neste mês;
  • Contas devem ser organizadas para evitar prejuízos.

Trabalhadores passam a receber abonos extras neste fim de ano. Até o próximo dia 20, o brasileiro que atua de carteira assinada estará recebendo a segunda parcela de seu 13º salário. Além disso, há ainda a possibilidade de concessão de férias para quem negociou o benefício com o patrão. Abaixo, entenda como organizar tais pagamentos.

13° salário e férias podem ser liberados no fim do ano; como lidar com grana extra? (Imagem: FDR)
13° salário e férias podem ser liberados no fim do ano; como lidar com grana extra? (Imagem: FDR)

O fim do ano está entre os momentos do ano com o maior índice de compras e rotatividade financeira. Para quem trabalha de carteira assinada, a época é destinada ao recebimento do 13º salário e também férias. Nesse caso, manter as finanças organizadas ajuda a evitar desperdícios e possíveis endividamentos.

Qual o valor do 13º salário

O benefício é pago anualmente em caráter obrigatório. No entanto, seu valor varia de acordo com o tempo de serviço prestado e com a média salarial obtida nos últimos meses. Para saber a quantia que vai receber, o cidadão precisa dividir por 12 o salário recebido levando em consideração horas extras e gratificação.

Esse número equivale ao tempo de meses trabalhadores durante o ano, sendo necessário fazer a multiplicação do período em que estava em regime CTL. Isso significa dizer que quem esteve de carteira assinada por todo o ano tem direito ao recebimento integral do 13º. Para saber o valor exato, basta acessar nossa calculadora virtual e preencher os dados solicitados, clique aqui.

Qual o valor das férias e quem tem direito?

Já no caso das férias, basta somar o valor total do salário bruto a um terço do mesmo. Veja o exemplo abaixo:

  • Valor do salário: R$3.000,00
  • Um terço do salário: R$1.000,00
  • Descontos do INSS e do IRPF: R$ 415,20
  • Valor líquido das férias: R$ 3.584,80

Regras de concessão das férias pela reforma trabalhista:

  • Trabalhadores em meio período agora podem tirar férias de 30 dias;
  • Pessoas com contrato inferior a 12 meses agora podem tirar férias, sendo proporcional ao seu tempo de trabalho;
  • Abono pecuniário de 1/3 dos dias de férias, a conhecida venda de férias, sendo de escolha do trabalhador independente da concordância do empregador, desde que solicite no prazo que é estabelecido pela legislação;
  • Férias em dobro, quando o empregador não cumprir o direito de férias do trabalhador ou fizer fora do prazo, ele é obrigado a pagar o valor das férias em dobro.

Dicas para organização financeira

Ao receber os benefícios acima, é preciso ficar atento ao modo como irá gasta-lo. Se tratando de um período de grande crise econômica, o cidadão deve entender como irá destinar cada quantia e se possível manter uma reserva de emergência.

Desse modo, a primeira coisa a ser feita é uma lista com todos os boletos em abertos e quaisquer outros tipos de dívida. Recomenda-se totalizar a quantia para entender quanto custará o pagamento.

Na sequência, observe os prazos de pagamento e priorize aqueles com o vencimento imediato. Isso evita que você pague taxas de juros desnecessariamente. Por fim, sendo levantadas as despesas e datas, busque entender quanto é possível guardar para uma reserva de emergência.

Esse saldo é essencial para evitar o cobrimento de despesas que venham a surgir e até então não faziam parte do seu orçamento. Devido ao atual momento de instabilidade econômica, não se recomenda que os benefícios sejam destinados para gastos como viagens ou demais questões não essenciais, a não ser que já exista o valor registrado em poupança ou investimentos.

Para quem estiver aplicando no mercado financeiro, guardar parte dos abonos pode ser uma ótima oportunidade para aumentar seus lucros. Porém, se certifique de ainda assim deixar reservada uma parte que possa ser sacada imediatamente, lembrando que há algumas carteiras que o retorno acontece a longo prazo.

Lista de dicas para te ajudar a poupar

  • Classifique suas despesas e rendas
  • Reveja seus hábitos
  • Procure e desenvolva fontes renda extra
  • Compre à vista sempre que conseguir
  • Desapegue do cartão de crédito
  • Programe-se para quitar suas dívidas
  • Invista seu dinheiro
  • Tenha cuidado com as promoções

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.