INSS vai revisar mais de 170 mil benefícios em agosto; como saber se está na mira?

Pontos-chave
  • Cerca de 170 mil segurados do INSS que recebem o antigo auxílio-doença estão na mira do pente fino;
  • No final de junho, o INSS começou a enviar as cartas de convocação para os segurados que não realizam a perícia médica há mais de seis meses;
  • Após o recebimento da carta, os beneficiários têm 30 dias para agendar a perícia médica;

Cerca de 170 mil segurados do INSS que recebem o antigo auxílio-doença estão na mira do pente fino. Dessa maneira, esses segurados devem agendar a perícia médica, já que em agosto o prazo expira e terá o pagamento suspenso.

INSS vai revisar mais de 170 mil benefícios em agosto; como saber se está na mira?
INSS vai revisar mais de 170 mil benefícios em agosto; como saber se está na mira? (Imagem: montagem/FDR)

No final de junho, o INSS começou a enviar as cartas de convocação para os segurados que não realizam a perícia médica há mais de seis meses. Após o recebimento da carta, os beneficiários têm 30 dias para agendar a perícia médica.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) também poderá fazer a convocação para as revisões pela rede bancária responsável pelo pagamento. Outra maneira são as convocações por meio eletrônico ou edital em Diário Oficial.

As revisões do auxílio doença continuarão até o mês de dezembro e serão realizadas pelos peritos médicos federais em horários extraordinários. De acordo com o INSS, das 724 agências da Previdência Social que possuem serviço de perícia médica 619 estão funcionando.

Com isso, 2.549 peritos médicos estão em atividade. Atualmente, o tempo médio entre o agendamento e a realização da perícia médica está em 39 dias. O agendamento pode ser feito pelo site ou aplicativo Meu INSS ou pela Central de Atendimento pelo número 135.

Documentos para apresentar na perícia médica

  • Atestado médico que conste a CID (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde) e tenha assinatura, carimbo e endereço do profissional;
  • Carteiras de Trabalho e/ou Carnês de Recolhimento;
  • Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) emitido pelo médico do trabalho, em que se atesta a condição de saúde do trabalhador;
  • Carta elaborada pela empresa em se declare o último dia de trabalho;
  • Exames de sangue e de imagem que comprovem a doença ou lesão;
  • Todas as receitas que indiquem a medicação utilizada pelo paciente.

Agendamento de perícia médica

  • Acesse o site Meu INSS;
  • Clique em “Agendamentos/Solicitações”;
  • Escolha o benefício;
  • Confira os dados de contatos;
  • Escolha a agência do INSS.

Pente fino do INSS

O pente fino do INSS tem como objetivo verificar os pagamentos dos benefícios e evitar fraude e pagamentos indevidos. Com isso, os segurados que recebem o BPC/Loas e benefícios por incapacidade temporária terão seus dados reanalisados a partir de agosto.

INSS vai revisar mais de 170 mil benefícios em agosto; como saber se está na mira?
INSS vai revisar mais de 170 mil benefícios em agosto; como saber se está na mira? (Imagem: Reprodução/ ES Brasil)

Os segurados convocados para a apresentação de documentos devem enviar, por meio do Meu INSS (site ou aplicativo), no campo Atualização de Dados de Benefício. Porém, quem preferir pode fazer a entrega dos documentos de forma presencial.

Para isso, o beneficiário deve ligar para a Central de Atendimento pelo número 135. Após isso, basta escolher a opção “Entrega de Documentos por Convocação” e agendar o atendimento na agência do INSS mais próxima de sua residência.

Principais documentos do auxílio doença

  • Documento original de identificação com foto (RG, CNH ou CTPS);
  • Documentos médicos originais do beneficiário (exames, laudos, receitas para comprovar a doença e o tratamento);
  • Procuração ou termo de representação legal (tutela, curatela, termo de guarda), se houver;
  • O procurador ou representante legal, se houver, também deve levar documento de identificação com foto (RG, CNH ou CTPS) e CPF.

Segurados que não serão convocados pelo INSS

  • Segurados que recebem o benefício há mais de 10 anos;
  • Segurado que recebe aposentadoria por invalidez;
  • Pensionistas inválidos que não tenham retornado à atividade e com idade de 60 anos ou mais;
  • Aposentados por invalidez e pensionistas inválidos que não tenham retornado à atividade com pelo menos 55 anos e que recebe o benefício há pelo menos 15 anos;
  • Os beneficiários portadores do vírus HIV.

Como se proteger do Pente fino do INSS

O segurado deve acessar o Meu INSS e verificar se todos os documentos estão corretos e dentro do prazo. No caso do auxílio doença também deve ser conferida a validade dos laudos médicos enviados.

Além disso, é importante verificar se os meios de contato estão atualizados. É por meio desses dados que o INSS entra em contato, por isso é tão importante que estejam atualizados. Caso não seja possível contatar o segurado, este terá o benefício suspenso ou cancelado.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4
Total de Votos: 1

INSS vai revisar mais de 170 mil benefícios em agosto; como saber se está na mira?

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA