Auxílio emergencial: Calendário da 3ª e 4ª parcelam encerram no próximo mês

Pontos-chave
  • Calendário original do auxílio emergencial de 2021 está prestes a ser concluído;
  • Auxílio emergencial será prorrogado até outubro;
  • Benefício pode ser renovado após outubro se a pandemia se agravar.

O calendário de depósitos referente à terceira e à quarta parcela do auxílio emergencial está prestes a terminar. Tendo em vista que a terceira parcela do benefício foi antecipada, o último pagamento acontecerá no dia 21 de julho para os aniversariantes de dezembro. 

Auxílio emergencial: Calendário da 3ª e 4ª parcelam encerram no próximo mês
Auxílio emergencial: Calendário da 3ª e 4ª parcelam encerram no próximo mês. (Imagem: FDR)

Enquanto isso, os depósitos da quarta parcela terão início no dia 23 de julho para quem nasceu em janeiro e terminará no dia 22 de agosto para os aniversariantes de dezembro. Lembrando que os saques para estes beneficiários, do grupo geral, tem um calendário específico. 

Por enquanto, o Governo Federal junto ao Ministério da Cidadania e a Caixa Econômica Federal (CEF) ainda não fizeram nenhuma alteração no calendário de saques das duas últimas parcelas, apesar de já ter deixado claro que existe essa possibilidade.

Sendo assim, os saques da terceira parcela do auxílio emergencial ficarão disponíveis entre o período de 13 de julho a 12 de agosto. 

Por outro lado, os saques da quarta parcela serão liberados no dia 13 de agosto, com previsão de serem concluídos no dia 10 de setembro. É importante ressaltar que os beneficiários inscritos no Bolsa Família continuam a ser amparados pelo auxílio emergencial, porém diante de um cronograma distinto. 

Para este grupo, existe um único calendário para cada parcela do benefício, válido tanto para os saques quanto para os depósitos. É importante explicar que a ordem de pagamento para este grupo segue o dígito final do Número de Identificação Social (NIS), nos últimos dez dias úteis de cada mês.

Sendo assim, se tratando da terceira parcela do auxílio emergencial para o Bolsa Família, os beneficiários cujo NIS final é 1 receberam os valores no dia 17 de junho. Enquanto o NIS que termina em 0 receberá a terceira parcela no dia 30 de junho. 

Já a quarta parcela do auxílio emergencial para o Bolsa Família será depositada primeiramente para os beneficiários cujo NIS termina em 1 no dia 19 de julho.

E o que seriam os pagamentos da última parcela da atual rodada do auxílio emergencial, acontecem no dia 30 de julho para quem tem o NIS final 0. 

Os beneficiários do auxílio emergencial de 2021, tanto do grupo geral quanto os inscritos no programa de transferência de renda, Bolsa Família, recebem quantias variáveis de acordo com cada característica.

Por exemplo, quem mora sozinho recebe parcelas no valor de R$ 150, enquanto os chefes de grupos familiares recebem a média de R$ 250, deixando o direito à cota máxima de R$ 375 para as mães solteiras chefes de famílias monoparentais. 

CAIXA Tem

Os pagamentos do auxílio emergencial são efetuados pela Caixa Econômica através das contas poupanças sociais digitais gerenciadas pelo aplicativo Caixa Tem.

A plataforma foi criada em 2020, no auge do auxílio emergencial, momento em que as aglomerações nas agências da Caixa se tornaram constantes com imensas e duradouras filas compostas por beneficiários em busca do benefício. 

Neste sentido, para evitar as aglomerações e respeitar as medidas de distanciamento e isolamento social recomendadas pelo Ministério da Saúde, os depósitos foram unificados no Caixa Tem.

O aplicativo autoriza transações no valor máximo de R$ 600, se limitando a um total de R$ 1.200 por dia. No período mensal o cliente do Caixa Tem pode movimentar até R$ 5 mil.

Além disso, os clientes do Caixa Tem podem utilizar os seguintes serviços e ferramentas gratuitamente: 

  • Pagar boletos online; 
  • Realizar pagamentos na Casa Lotérica; 
  • Fazer recarga de telefone celular vinculado a qualquer operadora; 
  • Contratar o Seguro Apoio Família; 
  • Obter dicas financeiras; 
  • Realizar compras online com o cartão de débito virtual;
  • Realizar compras presenciais mediante a leitura do QR Code emitido pela máquina de cartão do estabelecimento comercial;
  • Informar os rendimentos de pessoa física; 
  • Consultar o Número de Identificação Social (NIS); 
  • Consultar o Bolsa Família;
  • Receber o Seguro Desemprego; 
  • Fazer transferências via TED e DOC;
  • Fazer transferências e efetuar pagamentos com a chave PIX; 
  • Consultar o extrato de movimentação da conta poupança.

Prorrogação do auxílio emergencial

Há algumas semanas a equipe técnica do Governo Federal anunciou a prorrogação do auxílio emergencial por mais dois ou três meses.

A atitude será tomada para dar mais tempo ao Governo Federal para concluir o texto de reestruturação do novo Bolsa Família. Além de vacinar o maior número de brasileiros possível com a primeira dose, garantindo o retorno seguro ao mercado de trabalho.

Auxílio emergencial: Calendário da 3ª e 4ª parcelam encerram no próximo mês
Auxílio emergencial: Calendário da 3ª e 4ª parcelam encerram no próximo mês. (Imagem: Sérgio Lima/Poder360)

Há pouco, o ministro da Economia, Paulo Guedes, fez dois novos pronunciamentos sobre o tema. O primeiro deles é de que é quase certo que a prorrogação do auxílio emergencial terá duração de três meses. 

No entanto, ele completou a fala mencionando a possibilidade de o auxílio emergencial ser renovado após outubro de 2021, caso a situação crítica da pandemia persista.

Contudo, o princípio que deve ser colocado em prática pelo Governo Federal é o de concluir os trâmites do novo Bolsa Família e fazer o lançamento oficial do programa de transferência de renda em novo formato. 

Lembrando que as parcelas na quantia oficial de R$ 190 do Bolsa Família foram suspensas desde que o auxílio emergencial começou a ser ofertado em 2020. Isso porque, os inscritos no Bolsa Família fazem parte do grupo de cidadãos com direito ao benefício emergencial.

Portanto, a ideia é para que quando os últimos pagamentos da prorrogação do auxílio emergencial forem efetuados, que o Bolsa Família seja retomado.

Calendário da 3ª e 4ª do auxílio emergencial para o grupo geral

(Imagem: FDR)
(Imagem: FDR)
(Imagem: FDR)
(Imagem: FDR)

Calendário da 3ª e 4ª parcela do auxílio emergencial para o Bolsa Família

(Imagem: FDR)
(Imagem: FDR)

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.