Florianópolis quer oferecer moradia em hotéis para população baixa renda

A prefeitura de Florianópolis abriu o edital para hotéis que tenham interesse em acolher pessoas em situação de vulnerabilidade social. O intuito é que as empresas acolham a população de baixa renda que estão desabrigados por causa de calamidades e catástrofes.

Florianópolis quer oferecer moradia em hotéis para população baixa renda
Florianópolis quer oferecer moradia em hotéis para população baixa renda (Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil)

As empresas que tenham interesse em participar do programa social têm até a próxima segunda-feira (21) para se inscrever. A proposta é fornecer hospedagem para pessoas de baixa renda nas seguintes situações:

  • Casos de urgências;
  • Casos de emergências;
  • Calamidade Pública;
  • Catástrofes naturais;
  • Alto risco social;
  • Situações de acolhimento similar à casa de passagem e frio intenso.

Além de oferecer hospedagem, os hotéis devem oferecer quatro refeições diárias, limpeza de quarto e serviço de lavanderia. Dessa maneira, a iniciativa visa acolher esses cidadãos de baixa renda e oferecer cuidados no momento de dificuldade.

A proposta foi desenvolvida pela Secretaria Municipal de Assistência Social, junto com a Prefeitura de Florianópolis. A ideia é, em parceria com os hotéis, ajudar os moradores de rua ou a população em situação de vulnerabilidade social.

Os hotéis interessados em participar do programa de assistência a população de baixa renda devem apresentar os documentos exigidos no edital na Prefeitura de Florianópolis.

Os documentos devem ser entregues no 3° andar (sala 303). Serão aceitas inscrições até às 13h50min, com o ato de abertura dos envelopes no dia 21, às 14h no mesmo local.

O número de moradores de rua ou de pessoas em situação de baixa renda aumentou desde o início da pandemia de Covid-19. Com mais de um ano enfrentando a doença a prefeitura de Florianópolis busca alternativas para ajudar a população mais carente.

A ideia é ajudar as pessoas de baixa renda que residem no município ou que vieram em busca de melhorias para sua família. A prefeitura tem criado outras iniciativas para atender as pessoas de baixa renda.

Na última terça-feira (15), a força-tarefa da Secretaria de Assistência Social da Capital pagaram passagens para 11 pessoas em situação de rua para retornarem às suas cidades natais.

A Secretaria de Assistência Social também conseguiu ajudar mais 5 moradores a iniciarem o tratamento contra a dependência química. Segundo a prefeitura essas são as primeiras iniciativas para ajudar a população em situação de risco social.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA