Pente fino do INSS vai atingir 600 mil benefícios e deve estimular servidores

Governo federal anuncia novo pente fino nos benefícios do INSS. Na última semana, a equipe pública e o sistema previdenciário informaram que estarão analisando cerca de 600 mil pessoas vinculadas ao BPC. Para estimular as análises criteriosas, o órgão estará concedendo pagamentos extras para seus servidores.

Pente fino do INSS vai atingir 600 mil benefícios e deve estimular servidores (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Pente fino do INSS vai atingir 600 mil benefícios e deve estimular servidores (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Enquanto o país vive uma das maiores crises econômicas de sua história, o governo federal insiste em enxugar o orçamento dos menos favorecidos.

A última informação divulgada pela administração pública em parceria com o INSS é a redução no número de contemplados pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas).

Sobre o BPC

Trata-se de um benefício destinado exclusivamente para idosos com mais de 65 anos e pessoas deficientes que inviabilizem a realização de seu trabalho. O valor mensal liberado pelo BPC é de R$ 1.100, fixado com base no salário mínimo.

Para poder ser um contemplado é preciso:

Idosos

  • Ter mais de 65 anos;
  • Não receber outro benefício do INSS ou outro regime, como o seguro-desemprego, por exemplo;
  • Inscrição no CadÚnico;
  • Possuir nacionalidade brasileira.

Pessoas com deficiência:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
Novo Cartão de crédito queridinho do Brasil, sem anuidade e que você pode solicitar agora 34.787 pessoas já solicitaram
  • Impedimento de participar de suas atividades por longo prazo (mínimo de 2 anos) seja devido à natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais;
  • Renda mínima por pessoa da família (25% do salário mínimo);
  • Inscrição no CadÚnico.
  • Possuir nacionalidade brasileira;
  • Não receber outro benefício.

Detalhes sobre o pente fino do INSS

O objetivo do governo com o pente fino no BPC é justamente revisar essas regras de concessão. A previsão é de que 600 mil pessoas sejam analisadas, jurando então uma redução de gastos de aproximadamente R$ 5 bilhões para os cofres da União.

Visando incentivar os seus servidores a fazer a análise mais criteriosa, o INSS irá pagar R$ 57,50 por benefício revisto. Ou seja, os colaboradores terão além de seus salários um novo abono contabilizado com base na quantidade de processos vistos.

Atualização cadastral

Para o segurado que estiver em dúvida quanto a validade de seus documentos, ele pode acessar o Meu INSS para fazer uma atualização em seu cadastro.

O procedimento é inteiramente digital e pode requerer o envio de uma nova perícia médica a depender da validade da primeira versão anexada.

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.