Vacinação da COVID-19: Novo grupo passa a ser prioritário na fila; veja!

Na última terça-feira (25), o Ministério da Saúde anunciou a vacinação da COVID para portuários e aeroviários. Com isso, esses dois grupos de profissionais do transporte entram na fila de prioridades.

Vacinação da COVID-19: Novo grupo passa a ser prioritário na fila; veja!
Vacinação da COVID-19: Novo grupo passa a ser prioritário na fila; veja! (Imagem: Zaca Oliveira/PMG)

O Ministério da Saúde informou que esse novo grupo é composta por pouco mais de 200 mil pessoas. Com isso, as doses para a vacinação da COVID nos portuários e aeroviários começaram a ser distribuídas imediatamente aos Estados.

Dessa maneira, o início da vacinação da COVID para esse grupo já teve início ontem, terça-feira (25). De acordo com o Ministério, as doses distribuídas serão suficientes para atender todos os profissionais dos portuários e 78% dos trabalhadores em aeroportos.

A decisão de inclusão desse novo grupo na lista de prioridade foi tomada devido à variante B.1.671.2. Essa variante também está sendo chamada de Indiana, devido a sua origem ser registrada na Índia.

A Indiana foi encontrada no Brasil, primeiramente no Estado do Maranhão. Há casos em outras localidades do país, mas que ainda estão em análise. Diante disso, a vacinação dos profissionais que trabalham nas áreas de transporte continental de carga e pessoas é vista, neste momento, como de extrema importância.

A inclusão da categoria dos portuários no grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização (PNI) do Governo Federal já tinha sido garantida pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

O anúncio de Gomes foi feito na última semana. A vacinação da COVID para os dois grupos tem como objetivo conter a circulação da doença e proteger os brasileiros mais expostos ao vírus. Essa medida se intensifica após a descoberta de uma nova variante circulando pelo Brasil.

Como o Estado do Maranhão é o único lugar que possui comprovação da variante Indiana, o Ministério da Saúde enviou 600 mil testes para tentar identificar os casos e conter a doença. Também foram enviadas mais 300 mil doses de vacinas ao Maranhão.

A variante foi detectada em tripulantes de um navio originário da Índia. Após isso, uma pessoa que mora em São Luís apresentou os sintomas da variante B.1.671.2 sendo testada e identificada. Esse está, atualmente, internado em estado grave.

De acordo com o Ministério da Saúde, também serão disponibilizadas testagens em todos os portos e aeroportos. Com isso, será possível proteger, ainda mais, esses profissionais e prevenir a propagação da variante.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA