Queiroga prevê 40 milhões de doses da vacina até junho com chega de IFA

A expectativa é que sejam entregues mais insumos para a retomada da produção da vacina AstraZeneca. Com isso, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, estima que sejam fabricadas pelo menos 40 milhões de doses da vacina até o mês de junho.

Queiroga prevê 40 milhões de doses da vacina até junho com chega de IFA
Queiroga prevê 40 milhões de doses da vacina até junho com chega de IFA (Imagem: Amanda Perobelli/Reuters)

Nesta terça-feira (25) é esperada a chegada de novos insumos para a produção de doses da vacina contra a Covid-19. A expectativa do Instituto Butantan é de produzir 5 milhões de doses com essa entrega.

Serão entregues cerca de 3 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA). O insumo chegará no aeroporto de Guarulhos e está vindo de Pequim, na China. As novas doses da vacina fabricadas serão entregues ao Ministério da Saúde para serem usadas no Programa Nacional de Imunizações (PNI).

É importante lembrar que desde o dia 14 de maio o envasamento doses da vacina AstraZeneca foi paralisada por falta de insumos. Com isso, a entrega de novas doses para serem usadas no PNI foi afetada, causando paralisação da imunização em algumas regiões do país.

O governo de São Paulo informou que está sendo montada uma nova fábrica no Instituto Butantan. A estimativa é que essa seja finalizada no final do mês de setembro. Com isso, será possível realizar a produção integral das primeiras doses da vacina a partir de dezembro.

Dessa maneira, o Instituto não ficará mais refém do envio do IFA e não precisará para a produção por falta de matéria-prima. A China não está cumprindo com os acordos estabelecidos com o Butantan.

Esse atraso no envio da matéria-prima pode estar vinculada aos ataques verbais realizados pelo atual Presidente da República, Jair Bolsonaro, ao país. O chefe do executivo deixou a entender que não foi comprovado que a COVI-19 não foi fabricada em laboratório.

A China está sendo alvo, desde o início do surgimento da doença, de acusações infundadas de que o Coronavírus foi criado em laboratório. Essa ideia está sendo apoiada por muitas pessoas e está deixando o país em perigo de ataque.

Essas acusações são impulsionadas por políticos dos Estados Unidos e tem ganhando adeptos no Brasil, inclusive do presidente Bolsonaro. Esses ataques tem deixado o Brasil mal visto pelos líderes da China.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA