Quais documentos levar no dia de tomar a vacina contra a COVID-19?

A vacinação contra o novo coronavírus (COVID-19) está acontecendo por todo o país, com isso, muitos brasileiros querem saber quais os documentos precisam levar para que possam ser imunizados.

Quais documentos levar no dia de tomar a vacina da COVID-19?
Quais documentos levar no dia de tomar a vacina da COVID-19? (Imagem: Reprodução/Folha Uol)

Aqueles que serão vacinados contra a COVID-19 precisam apresentar os seguintes documentos:

  • RG
  • comprovante de que você que pertence ao grupo prioritário correspondente à fase da vacinação,
  • Número do CPF ou apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) – o Cartão do SUS.

Não esquecer que o uso de máscara é obrigatório!

Como comprovar que tenho comorbidade?

Os cidadãos que possuem comorbidades deverão informar sua condição antes da vacinação durante o pré-cadastro realizado no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI).

As grávidas em qualquer período gestacional deverão também apresentar comprovante de acompanhamento e/ou pré-natal ou laudo médico.

As puérperas, ou seja, as mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, podem utilizar a declaração de nascimento da criança.

Aqueles sem pré-cadastros poderão apresentar qualquer comprovante que demonstre pertencer a um destes grupos de risco, como exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica.

Critério de comorbidade definido pelo Ministério da Saúde:

  • Insuficiência cardíaca
  • Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar
  • Cardiopatia hipertensiva
  • Síndrome coronariana
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e pericardopatias
  • Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênitas no adulto
  • Próteses valvares e dispositivos cardíaco implantados
  • Diabetes mellitus
  • Pneumopatias crônicas graves
  • Hipertensão arterial resistente
  • Hipertensão artéria estágio 3
  • Hipertensão artéria estágio 1 e 2 com lesão e órgão alvo
  • Doença cerebrovascular
  • Doença renal crônica
  • Imunossuprimidos
  • Anemia falciforme
  • Obesidade mórbida
  • Cirrose hepática
  • HIV

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.