Bolsa Família vai aumentar valor e número de inscritos, garante Flavia Arruda

Representante do governo federal garante ampliação no número de pessoas vinculadas ao Bolsa Família. Nessa segunda-feira (24), em entrevista exclusiva concedida para a TV Brasil, a ministra-chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, informou uma série de mudanças nos projetos sociais brasileiros.

Bolsa Família vai aumentar valor e número de inscritos, garante Flavia Arruda (Imagem: FDR)
Bolsa Família vai aumentar valor e número de inscritos, garante Flavia Arruda (Imagem: FDR)

Trabalhando para estreitar sua agenda social, o atual governo federal permanece anunciando mudanças para o Bolsa Família. De acordo com Flávia Arruda, a proposta de reformulação do programa já está encaminhada para a Câmara e tratada com caráter urgente. Ela explicou que o principal ponto é o aumento no valor dos benefícios e número de contemplados.

“Não existe uma disputa de protagonismo e sim uma coisa prática, necessária e urgente, que eu acho que é a ampliação não só do valor, mas também dos beneficiários. Com essa pandemia e com o auxílio emergencial, milhões de brasileiros que eram invisíveis passaram a ser vistos pelo governo e a gente sabe da necessidade que tem dessa ampliação da distribuição de renda”, disse a ministra-chefe.

Ministério da Economia reorganizará as finanças

Ainda de acordo com Flávia, o ministro Paulo Guedes está ciente da proposta e vem reorganizando o orçamento público federal para garantir a manutenção do Bolsa Família.

Segundo ela, nesse momento de crise a concessão de recursos para quem é de baixa renda se tornou prioridade na agenda administrativa.

Milhares de famílias perderam o emprego, milhares de famílias passaram de pobreza para extrema pobreza, existe a possibilidade [de mudança no programa]. O cobertor é curto, mas dá para ajustar porque o presidente [Jair Bolsonaro] e o governo sabem da importância que é nesse momento da ampliação não só do valor quanto dos beneficiários”, disse.

Prazo para implementação

Diante da concessão atual do auxílio emergencial, espera-se que as mudanças no Bolsa Família ocorram entre os meses de agosto e setembro. Até lá a equipe econômica deverá aplicar um processo de triagem nos contemplados do coronavoucher para que alguns se mantenham na folha orçamentária.

Inicialmente o valor de base que deverá ser mantido no Bolsa Família será de R$ 250, ou seja, R$ 60 a mais do que a atual quantia média. Já o critério de renda mínima para inclusão deverá ser reajustado de R$ 80 para R$ 100.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.