Caixa admite que atrasou pagamento do auxílio emergencial e promete solução

Beneficiários do auxílio emergencial têm reclamado sobre o atraso nos depósitos do benefício. Há relatos de pessoas que não chegaram a receber nem a primeira parcela em 2021, mesmo contando na Dataprev que foram aprovadas. 

Caixa admite que atrasou pagamento do auxílio emergencial e promete solução
Caixa admite que atrasou pagamento do auxílio emergencial e promete solução. (Imagem: FDR)

Por outro lado, o portal Dataprev afirma que as parcelas estão sendo depositadas nas contas poupanças sociais digitais gerenciadas pelo aplicativo Caixa Tem.

Neste sentido, a Caixa Econômica Federal (CEF) informou sobre a possibilidade de os beneficiários nascidos entre janeiro a agosto receberem as parcelas atrasadas até a próxima quarta-feira, 26.

Até então a instituição bancária ainda não comunicou o motivo dos atrasos, nem mesmo a divergência de informações junto ao Dataprev. A Caixa também não deu nenhum esclarecimento sobre a existência de um canal de atendimento responsável por analisar a situação dos beneficiários afetados pelo atraso.

Quem foi afetado pelo atraso na Caixa?

Os principais prejudicados foram os cidadãos que contestaram a negativa do auxílio emergencial este ano, ou que precisaram entrar com um processo judicial para receber o benefício em 2020.

Um dos beneficiários, por exemplo, concedeu entrevista ao portal UOL e relatou estar desempregado. Ele precisou recorrer à Defensoria Pública da União (DPU) para receber o auxílio emergencial em 2020, após ter o cadastro inicial negado. 

Agora, o beneficiário consta como aprovado no site da Dataprev para o auxílio emergencial de 2021. Tendo em vista que ele é um aniversariante do mês de agosto, de acordo com o calendário de pagamentos, a primeira parcela no valor de R$ 150 deveria ter sido depositada no dia 22 de abril e a segunda nesta terça-feira, 25. 

Contudo, nenhuma das parcelas foram depositadas no Caixa Tem até o momento. Também não há nenhuma previsão de quando os depósitos acontecerão.

Um cidadão mineiro, também trazido na matéria do UOL, passa pelo mesmo problema com os atrasos, e também precisou entrar com um processo na Justiça no ano passado para assegurar o direito ao benefício.

Somente assim ele conseguiu receber as cinco primeiras parcelas do auxílio emergencial de R$ 600 em novembro, após o parecer judicial. 

Este ano, o mineiro deveria ter recebido duas parcelas no valor de R$ 250 nos dias 18 de abril e 22 de maio, considerando que é um aniversariante do mês de junho. Nesta situação a Dataprev também confirma que o cidadão tem direito ao benefício, embora os depósitos não tenham sido efetuados até agora. 

Estes são apenas alguns dos inúmeros problemas que têm sido relatados nas redes sociais. Porém, como a Caixa Econômica e a Dataprev ainda não se pronunciaram sobre o assunto, a única alternativa que resta é aguardar pelos depósitos no Caixa Tem.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA