Prefeito de Nova York anuncia “turismo da vacina”; como brasileiros podem participar?

O turismo da vacina atraí brasileiros aos Estados Unidos. O país possui doses do imunizante contra Covid-19 sobrando. Com isso, muitos imigrantes estão aproveitando para tomar as doses disponíveis.

Prefeito de Nova York anuncia "turismo da vacina"; como brasileiros podem participar?
Prefeito de Nova York anuncia “turismo da vacina”; como brasileiros podem participar? (Imagem: Emaz/VIEWpress)

Para minimizar o turismo da vacina, os Estados da Califórnia e Texas passaram a exigir comprovantes de residência local. Porém, na Flórida a imunização de não residentes acontece sem nenhum problema.

Segundo alguns brasileiros que receberam a dose da vacina nos Estados Unidos o recebimento das doses não possui burocracia. Além disso, o agendamento é feito pela internet e a espera é bem pequena, chegando a ser de poucos minutos.

O Departamento de Saúde da Flórida registrou 52 mil aplicações de vacina em pessoas identificadas como fora da região. Dessa maneira, esse quantitativo pode significar que mora em outro Estado ou em outro país.

Em Nova York, das vacinas aplicadas, cerca de 25% foram em pessoas não alocadas no Estado. Diante disso, alguns Estados americanos passaram a exigir um documento que comprove residente na região.

Porém, a Flórida continua aplicando as doses, só fazendo o preenchimento verbal da localidade que vive ou que trabalha. Com isso, o turismo da vacina tem se popularizado e feito com que muitos brasileiros procurassem o país que possui um plano de vacinação mais avançado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
imagem do cartão
Você foi selecionado para ter um cartão de crédito, sem anuidade hoje mesmo.
Faça sua aplicação!
277 pessoas solicitando no momento...

Desde o ano passado, mais especificamente no mês de maio, os Estados Unidos proibiu a entrada de pessoas vindas do Brasil. Diante disso, os brasileiros que buscam o turismo da vacina cumprem a quarentena em outro país antes de entrar no EUA.

Porém, os cidadãos americanos, residentes no país ou que viajem por motivos familiares, não precisam passar pela quarentena. Além disso, os novos estudantes vindos do Brasil e matriculados em cursos nos EUA também fazem parte da exceção.

O recebimento do turismo da vacina ocorre em outros países que possuem um plano de vacinação avançado, como Israel. Os países que mais apresentaram viagens aos EUA para receber as doses do imunizante foram México e Brasil.

De acordo com a associação de empresas de turismo do México, as viagens para os EUA aumentaram em 70% no mês de abril. Esse número mostra que a busca pela imunização tem levado as pessoas a buscarem onde há oportunidade de receber as doses.

Vacinação em Nova York

Na última terça-feira (11), Bill de Blasio, o prefeito da cidade de Nova York, anunciou a campanha que troca turismo por vacinação. Em outras palavras, Blasio disse que “todos os turistas” que chegarem à cidade poderão ser vacinados.

A ideia é justamente aumentar o número de visitantes, para que dessa forma a economia local possa ser movimentada. O prefeito aproveitou para citar o Brasil, já que o número de brasileiros interessados na região é grande.

“Meu coração está com os brasileiros. Há tanta dor, tanta dificuldade. Acho que o que pudermos fazer por quem está nos visitando para dar boas-vindas e mostrar que nós nos importamos com todos que estão aqui”, afirmou Bill de Blasio à TV Globo.

O prefeito também comunicou a implementação de postos móveis para vacinação da população local e dos turistas. Colocando sua cidade à disposição para aumentar o número de vacinados.

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.