IRPF 2021: Veja como receber restituição pela conta do Nubank, Inter e Neon

Pontos-chave
  • Contas digitais agora são aceitas pela Receita Federal;
  • Na opção Resumo da Declaração, insira os dados de sua conta digital;
  • Neste ano serão 5 lotes de restituição.

Uma novidade no Imposto de Renda Pessoa Física 2021 é voltada para os contribuintes  que possuem conta em bancos digitais. A partir deste ano, a Receita autoriza que a restituição do IR seja feita através de uma conta digital, e não mais somente em contas de bancos tradicionais. Saiba mais.

IRPF 2021: Veja como receber restituição pela conta do Nubank, Inter e Neon
IRPF 2021: Veja como receber restituição pela conta do Nubank, Inter e Neon (Imagem FDR)

Com esta permissão, sua conta do Nubank, Banco Inter, Banco Neon entre outras, pode ser utilizada para este fim.

Como receber a restituição do IR em uma conta digital 

O procedimento é o mesmo para todas as contas digitais. Para explicar melhor, trouxemos um exemplo de como indicar uma conta do Nubank:

  • Após completar o preenchimento da declaração e antes de enviá-la, vá na opção Resumo da Declaração que fica menu esquerdo da tela
  • Agora clique em Cálculo do imposto. Neste passo o contribuinte confere se possui ou não valores a serem restituídos. Caso você tenha utilizado o modelo simples de declaração, o cálculo é feito de acordo com a forma de preenchimento do documento
  • Caso tenha algum valor a ser restituído, o contribuinte precisa preencher a seção “Informações Bancárias”
  • No campo Banco, selecione a opção 260 – Nu Pagamentos S.A.” Este é o código do banco e é ele que identifica a conta do Nubank
  • No campo Agência, informe apenas o número 1
  • Selecione a opção “Conta de pagamentos”
  • Por fim, no campo Conta para crédito, insira o número de sua conta do Nubank. No campo DV, insira o dígito de sua conta. Se o número da sua conta do Nubank for “1234567-8”, por exemplo, informe “1234567” no campo “Conta para crédito” e somente “8” no campo “DV”.

Após isso, sua conta está cadastrada e você receberá sua restituição na conta digital Nubank ou de outra fintech. Lembrando que o procedimento é o mesmo para outras fintechs, o que muda são os dados inseridos. PagSeguro e PicPay também podem ser utilizados para receber a restituição do IR.

Bancos Digitais crescem no país 

Uma reportagem do Distrito Fintech Report, apenas em 2020, as fintechs cresceram 34%. A permissão da Receita para que os valores da restituição do IR sejam recebidos em contas digitais, vem para acompanhar esse novo momento do mercado, já que ao que tudo indica, as fintechs estando cada vez mais sólidas.

Restituição do IR 2021

Em 2021, foram mantidos cinco lotes de restituição do IRPF como no ano passado, sendo que o primeiro foi marcado para o próximo dia 31 e o último para 30 de setembro.

Porém, de acordo com as regras, o valor da restituição é atualizada pela taxa Selic acumulada após o fim do prazo de entrega da declaração, até o mês anterior ao pagamento, acrescido de 1% no mês do depósito.

A Selic está atualmente em 2,75% ao ano. Segundo a projeção do mercado financeiro, a taxa básica de juros vai fechar 2021 em 5,25% ao ano.

Calendário de restituição do IRPF 2021

  • 1º lote: 31 de maio
  • 2º lote: 30 de junho
  • 3º lote: 30 de julho
  • 4º lote: 31 de agosto
  • 5º lote: 30 de setembro

Prioridade de recebimento

Possuem prioridade legal de recebimento os idosos, pessoas com deficiência, portadores de doenças graves e professores. Para receber nos primeiros lotes é preciso entregar a declaração o mais cedo possível.

A antecipação da restituição do IR tem sido uma alternativa para quem precisa de crédito rapidamente
Restituição do IR(Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Como é feito o cálculo do IR e do valor da restituição

O cálculo do IR é feito baseado na soma de todos os rendimentos tributáveis e na faixa de renda do contribuinte. A restituição nada mais é que a devolução da quantia paga a mais ou da quantia retirada na fonte antes da declaração de ajuste anual.

É importante destacar que os valores do imposto devido e da possível restituição dependem sempre não só do total de rendimentos e das alíquotas, como também da quantidade de fontes pagadoras, quantidade de dependentes e total de despesas passíveis de dedução.

De acordo com a tabela vigente que não passa por correção desde 2015, a mordida mensal retida pela Receita é calculada baseada em alíquotas de 7,5%, 15%, 22,5% ou 27,5% em cima do valor dos rendimentos, descontada a parcela dedutível (desconto fixo) para cada faixa de rendimento.

No caso de contribuintes que possuem mais de uma fonte pagadora, a declaração de ajuste anual pode acabar resultando em mais imposto a pagar do que restituir.

Isto acontece pois a soma de todos os rendimentos anuais pode levar o contribuinte a cair em uma faixa de tributação maior do que a aplicada nos descontos mensais de cada um dos trabalhos.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.