Bandeira laranja em Curitiba termina nesta quarta-feira (28); o que pode mudar?

A prefeitura de Curitiba instalou a Bandeira laranja na capital no dia 3 de abril. Essa vigorará até esta quarta-feira (28). Com isso, a partir de amanhã, quinta-feira (29), a região entra em uma nova fase, diante das restrições sociais.

Bandeira laranja em Curitiba termina nesta quarta-feira (28); o que pode mudar?
Bandeira laranja em Curitiba termina nesta quarta-feira (28); o que pode mudar? (Imagem: Luiz Costa/ BBC)

Essa foi a quinta vez que a região entra nessa fase. Porém, diferente das outras vezes, essa veio após a Bandeira Vermelha. É esperado que as restrições mais rígidas tenham surtido um efeito positivo no número de casos de Covid-19. Caso isso tenha ocorrido, é esperado que a capital passe para a Bandeira amarela.

Plano de restrições em Curitiba

No mês de janeiro Curitiba determinou o retorno da Bandeira amarela, permanecendo por 23 dias. No dia 24 de fevereiro a situação da rede de saúde piorou e fez com que fosse retornada a Bandeira Laranja.

No dia 12 de março, cidade entrou pela primeira vez na bandeira vermelha permanecendo até 2 de abril. Desde então, tem vigorado na capital a Bandeira laranja. Nesta quarta-feira (28) chega ao fim essa fase e a prefeitura deve anunciar uma nova fase.

Bandeira laranja

Foram 25 dias em que Curitiba vivenciou a Bandeira laranja. Durante esse período, os locais de entretenimento e de eventos culturais permaneceram fechados. Além disso, foram proibidas as confraternizações e reuniões com aglomeração de pessoas, até mesmo em locais privados.

A prefeitura também proibiu o consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas e instituiu o toque de recolher das 23h às 5h. Durante esse período ficou proibida a circulação de pessoas nas ruas da capital do Paraná.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
Novo Cartão de crédito queridinho do Brasil, sem anuidade e que você pode solicitar agora 34.787 pessoas já solicitaram

A exceção para essa regra foi aplicada em razão de atividades ou serviços essenciais e casos de urgência.

Durante a vigência da Bandeira laranja algumas atividades foram permitidas, porém com restrições. Comércio de rua não essencial, galerias, centros comerciais e feiras de artesanato puderam funcionar das 9h às 19h, de segunda a sábado.

Os escritórios em geral, salões de beleza, barbearias, atividades de estética, serviços de banho, tosa e estética de animais e imobiliárias puderam funcionar de segunda a sexta, das 9h às 22h.

As academias também funcionaram durante esses dias, porém das 6h às 23h. Veja abaixo outros serviços:

  • Shopping centers: das 11h às 22h, de segunda a sábado;
  • Restaurantes: das 10h às 23h, de segunda a sábado;
  • Lanchonetes: das 6h às 23h, de segunda a sábado;
  • Padarias, panificadoras e confeitarias: das 6h às 23h, de segunda a sábado. Aos domingos, das 7h às 18h, ficando vedado o consumo no local;
  • Lojas de conveniência em postos de combustíveis: das 6h às 23h, em todos os dias da semana;
  • Comércio varejista de hortifrutigranjeiros, distribuidoras de bebidas, peixarias, açougues, mercados, supermercados e hipermercados, lojas de material de construção, comércio de produtos e alimentos para animais e comércio ambulante de rua: das 6h às 23h, de segunda a sábado.

Glaúcia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.