Vacina COVID-19: 11 milhões de doses serão entregues essa semana no Brasil, diz Queiroga

O novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o país irá entregar 11 milhões de vacinas da Covid-19 para os Estados nesta semana.  Atualmente, o Brasil está usando dois tipos de vacina COVID: CoronaVac e Astrazeneca.

Vacina COVID-19: 11 milhões de doses serão entregues essa semana no Brasil, diz Queiroga
Vacina COVID-19: 11 milhões de doses serão entregues essa semana no Brasil, diz Queiroga (Imagem: Reprodução/Google)

O novo ministro da Saúde, substituto do militar Eduardo Pazuello, não deu mais detalhes sobre a entrega da vacina COVID para os Estados. Dessa maneira, não se sabe o quantitativo a ser entrega para cada região e nem a quantidade do tipo de vacina.

Queiroga afirmou que o lote de vacina COVID já chegou ao Brasil e que a distribuição será segundo critérios do PNI (Plano Nacional de Imunização). Dessa maneira, é esperado que os Estados recebam doses da CoronaVac e Astrazeneca.

O ministro deixou claro que os brasileiros tem muito que se orgulhar do PNI. Além disso, destacou que o país atingiu a marca de 15 milhões de vacinados. Esse quantitativo é de pessoas que receberam, pelo menos, uma dose da vacina COVID.

Marcelo Queiroga declarou que o Plano Nacional de Imunização brasileiro é um exemplo na vacinação para todo o resto do mundo. Porém, mesmo o país tendo aplicado 15 milhões de doses do imunizante, esse quantitativo só equivale a 7% de toda a população.

Para piorar a situação, apenas 1,4 milhão receberam as duas doses da vacina COVID. Sendo assim, apenas 2%, de toda população brasileira está totalmente imunizada. Esse resultado veio após mais de dois meses do início da campanha de vacinação.

Muitos Estados tiveram, nos últimos dias, que dar uma pausa na campanha de imunização por falta de doses. Diante disso, foi realizado um pedido de ajuda para os Estados Unidos e a China, no intuito de receber mais vacinas.

Sobre esse assunto, Queiroga afirmou que esses dois países são parceiros do Brasil. Ambos estão com a imunização acelerada. Além disso, ambos têm potencial de produção de vacinas. Por esse motivo, declarou o ministro, “estamos dialogando, como sempre fizemos”.

Questionado sobre o tratamento para a pandemia, Queiroga assegurou que a única solução é a vacinação. “Cada vacina é uma esperança para o povo”. No último sábado (27), o país superou os 310 mil mortos pelo Coronavírus.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA