Fiocruz entrega 580 mil doses da vacina de Oxford para plano de imunização

Brasil terá novo lote de vacina contra a covid-19. Nessa quinta-feira (17), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entregou novas 500 mil doses da imunizante Oxford/AstraZeneca. Os medicamentos foram fabricados na cede do Bio-Manguinhos, no Rio de Janeiro, sob a utilização Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), concedido internacionalmente. Acompanhe o cronograma.

Fiocruz entrega 580 mil doses da vacina de Oxford para plano de imunização (Imagem: Alena Shekhovtcova/Pexels)
Fiocruz entrega 580 mil doses da vacina de Oxford para plano de imunização (Imagem: Alena Shekhovtcova/Pexels)

O Brasil acaba de receber um novo grande lote de vacina contra a covid-19. Com o registro validado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Fiocruz passou a ser a principal provedora dos imunizantes em todo o território nacional.

Ao todo, a marca já estregou mais de 1,080 milhão de doses distribuídas entre todos os estados.

O instituto informou ainda que até esta sexta-feira (19), estará liberando mais 580 mil novas vacinas. A previsão é de que até o fim de março, sejam entregues 3,8 milhões, com uma produção de aproximadamente um milhão de doses por dia.

Demanda em grande escala é uma prioridade

De acordo com a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, a partir de abril, o país passará agilizar as filas de vacinação. A previsão é de que sejam produzidas mais de 20 milhões de doses mensalmente, de modo que permita com que os grupos prioritários sejam totalmente imunizados.

A gestora reforçou ainda a necessidade da Fiocruz de conta com o apoio do governo federal e estaduais. Além disso, solicitou a população que os cuidados para evitar o contágio do vírus permanecessem sendo tomados.

“Uma pandemia só pode ser superada com o esforço conjunto do governo e da sociedade civil. A ciência, a tecnologia e a inovação, que são os pilares da nossa instituição ao lado do papel do Sistema Único de Saúde (SUS) para quem destinamos a entrega de vacinas, é que neste momento podem contribuir para o principal objetivo das vacinas nesta pandemia, que é salvar vidas”, disse ela.

Novas doses em andamento

Diretor de Bio-Manguinhos, Mauricio Zuma, informou ainda que a fábrica está produzindo mais 6 milhões de doses para serem entregues a partir de abril.

“A gente deve seguir nesse ritmo até concluir os 100,4 milhões de doses previstas no contrato de encomenda tecnológica com a AstraZeneca. A expectativa é que as últimas doses deste contrato sejam entregues até julho deste ano”.

Com os medicamentos entregues, o governo deverá passar a fazer o envio para os estados que ficarão responsáveis por distribuir entre seus municípios.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA