Auxílio emergencial 2021 aprovado! Primeiro grupo já tem calendário de pagamentos

Pontos-chave
  • A nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial 2021 começará a ser pago no começo de abril até o mês de julho;
  • Os beneficiários do Bolsa Família receberão o valor, conforme o calendário do programa;
  • O Ministério da Cidadania ainda não definiu o calendário de pagamento do auxílio emergencial 2021 para quem não faz parte do Bolsa Família.

A nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial 2021 começará a ser pago no começo de abril até o mês de julho. Os beneficiários do Bolsa Família receberão o valor conforme o calendário original do programa.

Auxílio emergencial 2021 aprovado! Primeiro grupo já tem calendário de pagamentos
Auxílio emergencial 2021 aprovado! Primeiro grupo já tem calendário de pagamentos (Imagem: Reprodução/Google)

O Ministério da Cidadania ainda não definiu o calendário de pagamento do auxílio emergencial 2021 para quem não faz parte do Bolsa Família. O que se sabe até o momento é que os pagamentos iniciarão no próximo mês e começará com os contemplados fora do Bolsa.

O Ministério da Cidadania informou que o calendário de pagamento para esse grupo ainda está sendo finalizado. Porém, as datas devem ser divulgadas nos próximos dias, já que os pagamentos devem ocorrer no início de abril.

Calendário do Bolsa Família

Quem recebe o Bolsa Família passará a receber o auxílio emergencial 2021 no próximo mês. Os pagamentos acontecerão como no ano passado. Portanto, a primeira parcela seguirá o calendário do programa do mês de abril.

Dessa maneira, os pagamentos iniciarão para esse grupo no dia 16 de abril e seguirá até o dia 30, conforme o final do Número de Identificação Social (NIS). Diante disso, as datas de pagamento para as outras três parcelas também já estão definidas. Veja abaixo:

1ª parcela 2ª parcela 3ª parcela 4ª parcela
NIS ABR MAI JUNHO JUL
1 16 18 17 19
2 19 19 18 20
3 20 20 21 21
4 22 21 22 22
5 23 24 23 23
6 26 25 24 26
7 27 26 25 27
8 28 29 28 28
9 29 30 29 29
0 30 31 30 30

Mudanças no auxílio emergencial 2021

Em 2020, o programa pagou cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300. Neste ano, o governo pretende repassar quatro parcelas, porém com um valor menor.

A equipe econômica e o presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido), não descartam a possibilidade de prorrogar os pagamentos, caso seja necessário.

Auxílio emergencial 2021 aprovado! Primeiro grupo já tem calendário de pagamentos
Auxílio emergencial 2021 aprovado! Primeiro grupo já tem calendário de pagamentos (Imagem: Sérgio Lima/Poder360)

Outra mudança é no quantitativo de beneficiados. Em 2020, 68,2 milhões de pessoas receberam a ajuda governamental. Porém, para este ano, apenas 45,6 milhões poderão ser contemplados.

Essa diminuição é devido à restrição de gastos, de R$ 44 bilhões, definida na PEC (Proposta de Emenda à Constituição) Emergencial. Mesmo deixando de fora mais de 20 milhões de pessoas, o programa garante o pagamento para as 14 milhões de famílias que recebem o Bolsa Família.

Valor do auxílio emergencial 2021

Como dito anteriormente, o valor repassado as famílias beneficiadas será menor. O valor irá variar entre R$ 150 e R$ 375, conforme a composição familiar. As pessoas que moram sozinhas receberão a menor parcela, de R$ 150.

As famílias compostas por mais de um integrante receberá R$ 250. É importante lembrar, que diferente do ano passado, o valor não é cumulativo. Portanto, apenas um membro da familiar poderá receber o auxílio emergencial 2021.

A parcela de maior valor será repassada para as famílias chefiadas por mulheres. Dessa maneira, as famílias monoparentais, dirigida por uma mulher, receberão R$ 375. O governo afirma que a média paga será de R$ 250, já que esse é o maior número de beneficiados.

Quantidade de beneficiados no auxílio emergencial 2021

Mesmo o governo afirmando que a maior parte dos contemplados irão receber R$ 250, o que os dados mostram é bem diferente. De acordo com os dados do Ministério da Cidadania, cerca de 20 milhões irá receber a menor parcela, de R$ 150.

Já a parcela de R$ 250 deve ser repassada para 16,7 milhões de famílias. Por fim, o maior valor recebido no auxílio deste ano, R$ 375, será paga a apenas 9,3 milhões de mulheres que chefiam uma família monoparental.

Requisitos para receber o auxílio emergencial 2021

Em 2020m o programa foi criado para ajudar a população a enfrentar os impactos gerados na economia pela pandemia de Covid-19. Por esse motivo, beneficiou trabalhadores informais, autônomos, desempregados, Microempreendedores Individuais e famílias que recebem o Bolsa Família.

Porém, com a diminuição de recursos, o governo teve que reduzir o número de beneficiados. Por esse motivo, os requisitos para receber o auxílio emergencial 2021 mudaram. Veja abaixo as novas exigências:

  • Ser trabalhador informal; ou
  • Beneficiário do Bolsa Família;
  • Ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300);
  • Ter renda familiar per capita mensal de até meio salário mínimo (R$ 550);
  • Ter recebido o auxílio emergencial no ano passado.

Não será mais possível se inscrever para ser contemplado na nova rodada de pagamentos. Sendo assim, a Dataprev e o Ministério da Cidadania irão selecionar os contemplados, com base nos dados informados no ano passado.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.