Mastercard passa a aceitar pagamentos por criptomoedas

A Mastercard comunicou nesta quinta, 11, que passará a oferecer suporte para criptomoedas em sua rede, acompanhando as outras gigantes do setor de pagamentos como Visa e PayPal. A empresa publicou um texto em seu site oficial que dizia que os ativos digitais estão se tornando cada vez mais importantes no mundo dos pagamentos.

Mastercard passa a aceitar pagamentos por criptomoedas
Mastercard passa a aceitar pagamentos por criptomoedas (Imagem Google)

O texto publicado pela empresa, diz ainda que a Mastercard fará um controle rigoroso para selecionar quais criptoativos integrarão o programa.

“Focaremos em compliance [cumprimento de leis e regulações] e segurança do consumidor”, afirma a empresa.

Não serão todas as criptomoedas que irão circular na rede da empresa e o texto fala que das centenas de criptoativos em circulação atualmente, muitas ainda necessitam de  aperfeiçoamento de suas medidas de compliance. Isso fez com que muitas delas não atingissem os requisitos exigidos pela Mastercard.

Devido ao suporte da rede Mastercard às criptomoedas, compradores e vendedores vão  poder utilizar os ativos digitais para fazer transações e permitirá que os clientes da empresa “guardem e enviem dinheiro de novas formas”.

De acordo com a Mastercard, o número de pessoas utilizando cartões para comprar criptoativos tem crescido gradualmente, “especialmente durante a recente alta do bitcoin”.

“Também notamos um aumento no uso de cartões em cripto”, fala o texto, a respeito dos cartões emitidos pela própria companhia juntamente com empresas do mercado de ativos digitais.

“Nossa filosofia sobre criptomoedas é direta: trata-se de escolha. A Mastercard não está aqui para recomendar que você comece a usar criptomoedas. Mas estamos aqui para permitir que clientes, comerciantes e empresas movam valores digitais (tradicionais ou cripto) da maneira que desejarem. Deve ser sua escolha, é seu dinheiro”, fala o texto da Mastercard.

A empresa diz ainda que está trabalhando com vários bancos centrais em projetos de CBDCs (moedas digitais emitidas por bancos centrais) e que já tem uma plataforma de testes voltada para estas instituições utilizarem suas moedas em ambientes controlados.

A Mastercard possui atualmente cerca de 1 bilhão de cartões de crédito em circulação pelo mundo. E a decisão de incorporar as criptomoedas em sua rede pode impactar fortemente o mercado de criptoativos, concedendo acesso para milhões de pessoas a este universo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.