INSS divulga calendário de pagamento de aposentadoria e pensões para 2021; confira

Os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebem aposentadoria, pensão ou o auxílio-doença, já podem saber as datas de pagamento do benefício ao longo do ano. Nos dias indicados, os pensionistas poderão ir nas agências bancárias para retirar os valores.

INSS divulga calendário de pagamento de aposentadoria e pensões para 2021; confira
INSS divulga calendário de pagamento de aposentadoria e pensões para 2021; confira (Foto: FDR)

As datas são organizadas de acordo com o valor que será recebido e o número final do benefício, sem levar em consideração o dígito. Sendo assim, se o número é 123.456.789 – 0, desconsidere o 0 que é o dígito, logo o final do benefício é 9.

Recebem primeiro os beneficiários que ganham até um salário mínimo, que hoje está no patamar de R$1.100.

Aqueles que ganham mais que o piso nacional, recebem em datas diferentes. Se o dia do pagamento cair em um feriado, o depósito será feito no dia útil seguinte.

Calendário do INSS 2021

Para quem recebe até 1 salário mínimo

Final 1 25/1; 22/2; 25/3; 26/4; 25/5; 24/6; 26/7; 25/8; 24/9; 25/10; 24/11 e 23/12
Final 2 26/1; 23/2; 26/3; 27/4; 26/5; 25/6; 27/7; 26/8; 27/9; 26/10; 25/11 e 27/12
Final 3 27/1; 24/2; 29/3; 28/4; 27/5; 28/6; 28/7; 27/8; 28/9; 27/10; 26/11 e 28/12
Final 4 28/1; 25/2; 30/3; 29/4; 28/5; 29/6; 29/7; 30/8; 27/9; 28/10; 29/11 e 29/12
Final 5 29/1; 26/2; 31/3; 30/4; 31/5; 30/6; 30/7; 31/8; 30/9; 29/10; 30/11 e 30/12
Final 6 1º/2; 1º/3; 1º/4; 3/5; 1º/6; 1º/7; 2/8; 1º/9; 1º/10; 1º/11; 1º/12 e 3/1/2022
Final 7 1º/2; 1º/3; 1º/4; 3/5; 1º/6; 1º/7; 2/8; 1º/9; 1º/10; 1º/11; 1º/12 e 3/1/2022
Final 8  3/2; 3/3; 6/4; 5/5; 4/6; 5/7; 4/8; 3/9; 5/10; 4/11; 3/12 e 5/1/2022
Final 9 4/2; 4/3; 7/4; 6/5; 7/6; 6/7; 5/8; 6/9; 6/10; 5/11; 6/12 e 6/1/2022
Final 0 5/2; 5/3; 8/4; 7/5; 8/6; 7/7; 6/8; 8/9; 7/10; 8/11; 7/12 e 7/1/2022

Para quem recebe acima de 1 salário mínimo

Finais 1 e 6 1º/2; 1º/3; 1º/4; 3/5; 1º/6; 1º/7; 2/8; 1º/9; 1º/10; 1º/11; 1º/12 e 3/1/2022
Finais 2 e 7 1º/2; 1º/3; 1º/4; 3/5; 1º/6; 1º/7; 2/8; 1º/9; 1º/10; 1º/11;

1º/12 e 3/1/2022

Finais 3 e 8 3/2; 3/3; 6/4; 5/5; 4/6; 5/7; 4/8; 3/9; 5/10; 4/11; 3/12 e 5/1/2022
Finais 4 e 9 4/2; 4/3; 7/4; 6/5; 7/6; 6/7; 5/8; 6/9; 6/10; 5/11; 6/12 e 6/1/2022
Finais 5 e 0 5/2; 5/3; 8/4; 7/5; 8/6; 7/7; 6/8; 8/9; 7/10; 8/11; 7/12 e 7/1/2022

Antecipação do 13º salário

Neste ano de 2021, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pode ter de antecipar o pagamento do 13º salário, seguindo o decreto de nº10.410 publicado no Diário Oficial da União (DOU) em 1º de julho de 2020, que permite a antecipação.

Neste ano, o pagamento da primeira parcela do 13º salário será pago em agosto, equivalente a 50% do benefício. Já a segunda parcela vai ser paga em novembro.

Aumento no teto

Uma projeção para a inflação, que vai corrigir os benefícios previdenciários, ter um salto de 2,4% para mais de 4% em 2020, o teto da aposentadoria paga pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai sofrer um reajuste e sair de R$6.101,06 para R$6.351,20 neste ano.

Porém, se aposentar com esse valor ficou mais difícil depois da Reforma da Previdência, para ter direito a receber esse valor é preciso ter realizado mais de 40 anos de contribuição.

Hoje, os valores pagos para os segurados são revisados todo o ano com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

A elevação na projeção da inflação é por conta da cesta que compõe o INPC, que é repleta de itens muito presentes na mesa dos brasileiros, como arroz, feijão e tomate. 

A alta nos preços desses produtos fazem com que a taxa de inflação tenha oscilação, de acordo com Vaner Corrêa, que é conselheiro do Conselho Regional de Economia da 17ª região (Corecon-ES).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.