PIX: Quantas chaves posso cadastrar na nova solução de pagamentos?

Com o cadastro liberado desde o dia 05 de outubro, cerca de 35 milhões de chaves PIX já foram registradas no Banco Central. O novo sistema de pagamentos instantâneos promete revolucionar o mercado financeiro brasileiro devido à sua facilidade e agilidade nas transações. Mas uma das principais dúvidas dos consumidores é quantas chaves poderão ser cadastradas?

PIX: Quantas chaves posso cadastrar na nova solução de pagamentos?
PIX: Quantas chaves posso cadastrar na nova solução de pagamentos? (Imagem: Reprodução/Google)

O cadastro de uma chave PIX não é obrigatório, porém irá facilitar a identificação do cliente e as transações serão feitas de maneira mais ágil. Para receber uma transferência, por exemplo, será preciso fornecer ao pagador apenas a chave cadastrada, sem a necessidade dos dados bancários, como conta e agência.

Essa chave pode ser o seu CPF ou CNPJ, endereço de e-mail, telefone ou ainda pode ser gerada uma chave aleatória criada pelo Banco Central.

Outra vantagem do PIX é que, diferente do que acontece hoje com o TED e DOC, as transações serão concluídas em 10 segundos, podendo ser realizada 24 horas por dia, durante os 07 dias da semana, inclusive feriados.

Quantas chaves do PIX você vai poder cadastrar?

Cada cliente pessoa física pode cadastrar até 05 chaves. Já as empresas terão direito a registrar até 20 chaves. Não é possível vincular a mesma chave a mais de uma conta.

A chave ficará vinculada ao banco que realizou o cadastro. Por exemplo, se utilizar seu CPF como chave no banco “X”, você não conseguirá mais utilizar esse documento como chave em nenhuma outra instituição.

A operação através do PIX poderá ser efetuada por qualquer pessoa física ou jurídica que possua conta em uma instituição financeira e que já tenha registrado sua chave. As transferência serão grátis para pessoa física e para as empresas, será cobrada uma taxa que será bem menor do que a cobrada hoje.

Vale a pena já cadastrar minha chave PIX ?

Como mencionamos acima, o novo sistema de pagamentos do Banco Central revolucionará o mercado financeiro brasileiro. O período de ‘aprendizado’ do novo pagamento deve durar de 06 a 12 meses, como acontece com todos os novos sistemas quando são implantados.

É o período necessário para calcularem os riscos, implementarem maior segurança, inteligência e aprimorar a transação.

O usuário também precisa desse prazo para se adaptar e ganhar confiança na utilização do PIX. Cabe às instituições orientá-los para que não caiam em golpes com o novo sistema, que vem ocorrendo antes mesmo do seu lançamento.

O PIX valerá a pena sim, e será apenas uma das muitas evoluções que virão no sistema financeiro, devido à popularização dos bancos online e das fintechs.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA