PIX: Como vai funcionar? E quem poderá usar novo meio de pagamento?

O novo meio de pagamentos desenvolvido pelo Banco Central, o PIX, será oficialmente lançado em novembro. A nova opção é uma alternativa aos meios tradicionais de pagamentos que já existem. Seus maiores diferenciais são rapidez, disponibilidade e custo. 

publicidade
PIX: Como vai funcionar? E quem poderá usar novo meio de pagamento?
PIX: Como vai funcionar? E quem poderá usar novo meio de pagamento? (Imagem: reprodução/Google)
publicidade

Os pagamentos realizados pelo PIX são instantâneos, sendo realizados em questão de segundos. A opção estará disponível 24 horas por dia, sete dias da semana, dando mais facilidade para os clientes. O custo da aplicação é gratuito para pessoas físicas e com baixo custo para as empresas.

O PIX vai funcionar diretamente dentro do aplicativo dos bancos como um serviço ou função. Diversas instituições financeiras já estão aderindo ao novo meio de pagamentos e realizando o cadastro de seus clientes para utilizar. 

Para usar o novo meio de pagamentos, você vai precisar apenas abrir o aplicativo do banco e realizar a operação de transferência ou pagamento. Podendo, por exemplo, substituir o famoso TED. 

Outra facilidade do PIX são as chaves geradas para realizar o pagamento pelo novo método. As chaves podem ser o e-mail, o número do celular, o Cadastro de Pessoa Física ou até mesmo uma chave aleatória, gerada pelo próprio cliente.

Com isso, na hora da operação, basta apenas inserir a chave, não sendo necessário todos os dados bancários como agência, conta e CPF.  

Para saber se você pode utilizar o PIX, basta entrar no aplicativo do seu banco ou em contato com os canais de atendimento. Atualmente estão sendo realizados apenas os cadastros para poder utilizar o serviço futuramente. 

Descontos com o PIX

O PIX terá uma parceria com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para permitir que as contas de energia sejam pagas com mais facilidade

Caso a energia tenha sido cortada por falta de pagamento ou atraso, o religamento será mais rápido.

O pagamento da fatura é reconhecido praticamente na hora pela concessionária de energia elétrica. Assim fica mais fácil da empresa religar a força nas casas e estabelecimentos. 

O Pix também é um meio de pagamento mais barato para as distribuidoras de energia elétrica receberem pelos serviços. Existe a possibilidade de que as tarifas fiquem mais baixas para o consumidor com a redução do custo da cobrança.

AvatarLucas Santos
Lucas Santos é jornalista graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Possui experiência em assessoria de imprensa na Prefeitura Municipal de Cariacica e redação de notícias para o portal FDR. | Instagram @lucas.sanp | LinkedIn @lucassantospto